• Assim como acontece todos os anos, abrimos a seção Black Friday: ACESSE CLICANDO AQUI. Portanto o For Sale ficará fechado durante a Black Friday e Cyber Monday.

Antes do universo... havia outro!!!

Savino

New Member
Registrado
Procurar respostas para os mistérios do universo não é coisa fácil, principalmente quando regredimos nosso objetivo para os eventos que ocorreu no momento zero da criação de nosso universo e nos momentos antes da criação.

Desvendar estas respostas pode nos dar uma nova visão da física moderna e acho que os mistérios dessas perguntas insondáveis está na união da física clássica com a física quântica?

Os responsáveis por essa mudança são esses três senhores:

Abhay Ashtekar, Tomasz Pawlowski e Parampreet Singh, do Instituto de Física e Geometria Gravitacional, da Universidade Estadual da Pensilvânia, EUA, construíram um modelo simples do universo a partir de uma teoria, ainda sem comprovação experimental, que procura entender o efeito das partículas elementares no espaço e no tempo e vice-versa: a LQG (Loop Quantum Gravity, ou seja, Gravidade Quântica dos Laços).

Cálculos recentes indicam que, antes do big bang, teria havido outro universo, exatamente igual ao nosso, a não ser por um detalhe. Suas galáxias se aproximariam umas das outras com o tempo, em vez de se afastarem, como elas fazem atualmente.



01050606_a.jpg





Nesta concepção artística do modelo de universo de Ashtekar, o tempo evolui na vertical e a superfície representa a curvatura do espaço em cada instante. Teria havido outro universo que se contraiu até chegar ao big bang, quando teria "quicado" e expandido para dar origem.

“Mostramos que, no lugar de um big bang clássico, há na verdade um 'quique' quântico," disse Ashtekar. "Ficamos tão surpresos ao descobrirmos que há outro universo clássico, antes do big bang, que repetimos as simulações com valores diferentes para os parâmetros durante vários meses." Ashtekar e sua equipe chegaram sempre à mesma conclusão.

Ponte quântica
As equações da LQG são uma tentativa de adaptar as leis da relatividade geral ao mundo quântico das partículas elementares.

Na relatividade geral, a natureza da força da gravidade, do espaço e do tempo estão intimamente relacionadas. A gravidade de um pedaço de matéria influencia a passagem do tempo e a geometria do espaço ao seu redor. O inverso também acontece: a geometria do espaço-tempo determina como esse pedaço de matéria se move.

Portanto, quando os pesquisadores usaram a LQG para rebobinar a "fita do filme" do seu modelo de universo, eles não viram apenas o campo escalar mudando de estado. Eles observaram também o próprio cenário — o espaço e o tempo — interagindo com o ator, o campo escalar.

Nesse caminho em direção ao big bang, em que o espaço vai se contraindo e a densidade do campo escalar aumentando, a noção de partícula elementar começa a perder o sentido. Ashtekar explica que "é mais claro pensar diretamente em termos de um campo quântico do que em partículas."

Até a noção de tempo perde o sentido, porque o próprio tempo tem uma natureza mutável — um paradoxo que os pesquisadores resolveram pensando apenas em relações entre variáveis associadas ao espaço-tempo e ao campo escalar.

Ashtekar explica que "já que não existe nenhum relógio externo ao universo, fazendo tic-tac e registrando sua evolução, nós fazemos perguntas relacionais tais como 'se o volume de universo era assim quando o campo escalar tinha o valor X, qual seria seu volume quando o campo escalar tinha o valor Y?' Essas correlações fornecem uma evolução temporal efetiva."

Quanto mais próximo do big bang, mais longe de nossa realidade sensível o universo fica. De acordo com as leis abstratas da geometria quântica, não dá para visualizar direito o que acontece. Espaço e tempo se "desfazeriam" em seus constiuintes mais fundamentais. É como se existissem partículas elementares de espaço e de tempo. Não existiria nada menor que uma partícula de espaço, nada mais breve que uma partícula de tempo.

Se o modelo seguisse as equações das teorias de cosmologia quântica dos anos 1970, a viagem deveria acabar antes de alcançar realmente o big bang. Segundo elas, haveria uma lei fundamental que nos proibiria de rebobinar a fita até o começo.

A LQG é uma teoria mais refinada, desenvolvida nos anos 1990, e Ashtekar e sua equipe queriam descobrir se ela também imporia o mesmo limite que ocultaria o big bang de nós.

As suas contas mostraram que, para a LQG, a contração do espaço tem um limite que é alcançado justamente no big bang. Nesse limite a força da gravidade torna-se repulsiva.

Com essa propriedade, os pesquisadores não só calcularam os valores do campo extamente no big bang, como descobriram que não havia impedimento para continuar a viagem. Além do big bang, havia mais fita para ser rebobinada.

Prosseguindo com os cálculos para explorar esse outro lado do big bang, eles verificaram que a densidade do campo diminuía, o espaço se expandia e, finalmente, se chegava a um cenário praticamente igual ao do início — uma só partícula ocupando um espaço infinito —, porém em processo de contração.

"A geometria quântica serve como uma 'ponte quântica' entre dois grandes universos clássicos, um se contraindo e o outro se expandindo," explica Ashtekar.

Teria existido, portanto, um universo infinito muito parecido com o nosso que sofreu uma contração fatal até um limite máximo, quando começou a se expandir e deu origem ao espaço-tempo que conhecemos.

Imaginem rebobinar a fita do espaço tempo até atingir a ponte quântica e descobrir que existiu um outro universo semelhante ao nosso só que ao invés de expansão estava em contração, como diz mister Spok Fascinante?

Bem é através da LQG é que conseguiremos descobrir o maior mistério do homem?

De onde viemos e para onde vamos?


Fontes;

http://www.unesp.br/universofisico/texto.php?id_noticia=01050606


Estudo mais aprofundado

http://cgpg.gravity.psu.edu/people/Ashtekar/articles.html


Referencia extra explicando pq o modelo LQG explica o chamado Vazio de Eridanus, que modelo atual nenhum explique de forma satisfatoria!
http://www.cosmobrain.com.br/cosmoforum/viewtopic.php?t=3090
 

yaesir

New Member
Registrado
Mas isso segue a lógica:

Se o universo se iniciou com um big bang, então deve haver um big crush. Portanto o nosso universo é ciclico, sendo construido e destruido eternamente.

(o que me levou algumas vezes a imaginar se tudo o que vivemos agora não aconteceu antes)
 

Savino

New Member
Registrado
Mas isso segue a lógica:

Se o universo se iniciou com um big bang, então deve haver um big crush. Portanto o nosso universo é ciclico, sendo construido e destruido eternamente.

(o que me levou algumas vezes a imaginar se tudo o que vivemos agora não aconteceu antes)

Na verdade, isso tudo vai ter que ser revisto!
Os modelos atuais (que incluem a expansao infinita) nao preveram anomalias na estrutura do universo como as que foram encontradas recentemente, entao, agora nao sabemos se ha um ciclo de bangs e crunchs ou se houve um crunch, um bang e uma expansao pra sempre!
 

yaesir

New Member
Registrado
Na verdade, isso tudo vai ter que ser revisto!
Os modelos atuais (que incluem a expansao infinita) nao preveram anomalias na estrutura do universo como as que foram encontradas recentemente, entao, agora nao sabemos se ha um ciclo de bangs e crunchs ou se houve um crunch, um bang e uma expansao pra sempre!
Hummmm interessante, de qualquer forma eu entendo que a unica forma de ter existido um big bang é que deve ter existido um crush antes, simplesmente porque não se cria materia do nada, não é?
 

pst

New Member
Registrado
Um resumo a grosso modo seria:

O universo é uma espécie de mola, expande e retrai. Pelo menos foi o que entendi.
 

Savino

New Member
Registrado
Hummmm interessante, de qualquer forma eu entendo que a unica forma de ter existido um big bang é que deve ter existido um crush antes, simplesmente porque não se cria materia do nada, não é?

Correto, mas nao podemos supor que essa materia veio necessariamente de um crush! Pode haver um meio inter-universais (supondo a existencia de outros universos) que produza energia o bastante pra gerar novos universos toda hora...


Sei lah, agora eh esperar o LHC entrar em açao e responder algumas dessas questoes!
 

Savino

New Member
Registrado
Só que tem um detalhe... molas sofrem deformação... se for assim universos também sofreriam.

Bem... o espaço e o tempo deformam na presença de gravidade...

auhauhau vai ver o universo eh a mola da suspensao de um carro gigante!!:lol:
 

KingZaraki

The User, The Legend!
Registrado
Cool, sempre vi o universo como uma lemniscata mesmo. ^^

Infinito1.jpg
 

pst

New Member
Registrado
Só que tem um detalhe molas sofrem deformação... se for assim universos também sofreriam.

Mas tempo e espaço sofrem deformação. :D

Me veio a cabeça aquela história de viajar na velocidade da luz e ir pro futuro. =p

Tem provado por cálculos que quando uma pessoa viajava num Concord da Europa pros EUA ela chegava 0.00002 segundos (nao lembro o numero certo :p) no futuro.
 

yaesir

New Member
Registrado
Mas tempo e espaço sofrem deformação. :D

Me veio a cabeça aquela história de viajar na velocidade da luz e ir pro futuro. =p

Tem provado por cálculos que quando uma pessoa viajava num Concord da Europa pros EUA ela chegava 0.00002 segundos (nao lembro o numero certo :p) no futuro.
Sim, mas eu falei de universo (como um todo) sofrer deformação, tipo a energia do sistema sai e vai para outro lugar (outro universo?)
 

Savino

New Member
Registrado
Cool, sempre vi o universo como uma lemniscata mesmo. ^^

Eu nao gosto muito da ideia de um modelo infinito e ciclico... isso ia gerar uma serie de problemas quanticos que nao fazem o menor sentido...
mas sinceramente, eu acredito que a teoria atual esta longe do correto, ainda falta muita coisa pra gente entender...

Depois dessa noticia, eu nao falo mais nada enquanto nao tivermos mais dados!
 

Savino

New Member
Registrado
Sim, mas eu falei de universo (como um todo) sofrer deformação, tipo a energia do sistema sai e vai para outro lugar (outro universo?)

Hmmm, pq nao? Afinal de contas a informaçao nao pode ser perdida... poderia ser facilmente transferida se houvesse zilhoes de gigawats para fazer o trabalho...

hmmm... buracos negros tem essa energia...:cry:


Falando em LHC, já foi inaugurado?

Acho que ja foi sim... soh nao entrou em funcionamento.. acho que eh mais ou menos em outubro!
 

yaesir

New Member
Registrado
Eu nao gosto muito da ideia de um modelo infinito e ciclico... isso ia gerar uma serie de problemas quanticos que nao fazem o menor sentido...
mas sinceramente, eu acredito que a teoria atual esta longe do correto, ainda falta muita coisa pra gente entender...

Depois dessa noticia, eu nao falo mais nada enquanto nao tivermos mais dados!
Porque? Se for ciclico a energia não se perde, e não precisamos arrumar teorias como outros universos, mas simples e mais aceitavel na minha opinião.
 

pst

New Member
Registrado
Sim, mas eu falei de universo (como um todo) sofrer deformação, tipo a energia do sistema sai e vai para outro lugar (outro universo?)

No caso da mola, ela sofre dissipação de energia por forças da natureza (gravidade - resistencia do ar - etc). Será que o universo sofre disso?? apenas podemos supor que sim ou que não. Por enquanto, talvez demore anos, milinios para descobrirmos sobre isso. Ou quem sabe nunca descubriremos.
 

yaesir

New Member
Registrado
Hmmm, pq nao? Afinal de contas a informaçao nao pode ser perdida... poderia ser facilmente transferida se houvesse zilhoes de gigawats para fazer o trabalho...

hmmm... buracos negros tem essa energia...:cry:

Sim, mas só que quando se deforma uma mola ela perde energia (muda a constante dela) e essa energia é transformada em X coisa do sistema, mas não na mola.

Pensando no universo, se ele se deformasse então perderia informação sim, que iria pra fora dele.

*Obs: isso se for comparar com uma mola né :p
 

Savino

New Member
Registrado
Porque? Se for ciclico a energia não se perde, e não precisamos arrumar teorias como outros universos, mas simples e mais aceitavel na minha opinião.

Exatamente este o problema! Se a energia nao se perde temos um sistema perfeito e isso nao condiz com a termodinamica....
To falando... tah na hora da ciencia rever uma pancada de conceitos...

Alias, tava pensando aqui agora... eh possivel que nessas condiçoes (criaçao e manutençao do universo) as proprias leis que funcionam na terra nao façam sentido nesse meio...
sei lah... de repente o universo eh baseado numa termodinamica diferente... nao tem meio para perder energia!


Bah... to confuso, essa teoria detonou tudo que eu entendia por universo... vou ter que começar do zero de novo! uAHiahuiahuiahuiahiuahuiahiah
 

KingZaraki

The User, The Legend!
Registrado
Mas tempo e espaço sofrem deformação. :D

Me veio a cabeça aquela história de viajar na velocidade da luz e ir pro futuro. =p

Tem provado por cálculos que quando uma pessoa viajava num Concord da Europa pros EUA ela chegava 0.00002 segundos (nao lembro o numero certo :p) no futuro.

provado, o_O ta louco meu jovem huhuhuhu
é impossivel viajar no tempo.
 

Savino

New Member
Registrado

yaesir

New Member
Registrado
Exatamente este o problema! Se a energia nao se perde temos um sistema perfeito e isso nao condiz com a termodinamica....
To falando... tah na hora da ciencia rever uma pancada de conceitos...

Alias, tava pensando aqui agora... eh possivel que nessas condiçoes (criaçao e manutençao do universo) as proprias leis que funcionam na terra nao façam sentido nesse meio...
sei lah... de repente o universo eh baseado numa termodinamica diferente... nao tem meio para perder energia!


Bah... to confuso, essa teoria detonou tudo que eu entendia por universo... vou ter que começar do zero de novo! uAHiahuiahuiahuiahiuahuiahiah
Então, a energia ou informação ou chame-do-que-quiser tem que ir pra algum lugar, senão se perdemos energia significa que...

AAAAAAAAAA então se perdemos energia isso pode levar a um big crush... não?
 

pst

New Member
Registrado
provado, o_O ta louco meu jovem huhuhuhu
é impossivel viajar no tempo.

provado. =]

se me lembro bem eles colocaram 2 relógios atomicos. 1 no avião e outro em terra, quando o avião chegou ao destino só foi comparar. =D

Vai ve os relógios tavam com defeito. :p
 

KingZaraki

The User, The Legend!
Registrado
provado. =]

se me lembro bem eles colocaram 2 relógios atomicos. 1 no avião e outro em terra, quando o avião chegou ao destino só foi comparar. =D

Vai ve os relógios tavam com defeito. :p

como o savino disse, foi uma dilatação temporal, a viagem é impossivel sim. :ranting3:

:fun:
 

Savino

New Member
Registrado
Então, a energia ou informação ou chame-do-que-quiser tem que ir pra algum lugar, senão se perdemos energia significa que...

AAAAAAAAAA então se perdemos energia isso pode levar a um big crush... não?

Se perdemos caimos num big crush, se mantemos o universo deveria ficar estavel... entao, se ele tah acelerando, como propoe o modelo atual, ele deve tah ganhando energia....

Poutz.... sabe que esse modelo novo começou a fazer sentido pra mim...
 

pst

New Member
Registrado
como o savino disse, foi uma dilatação temporal, a viagem é impossivel sim. :ranting3:

:fun:

ueahaeuhaeuaehaeuhea o importante foi pegar a idéia. :p

Mas lembre que no caso foi só uma comparação com mola, não quer dizer que seja a mesma coisa.
 

Usuários que está vendo este tópico

Topo