Últimas notícias do Adrenaline

Diversão e Dificuldade

Você joga em qual dificuldade?

  • Fácil

    Votes: 3 5.2%
  • Normal

    Votes: 29 50.0%
  • Difícil

    Votes: 19 32.8%
  • A maior dificuldade que tiver

    Votes: 6 10.3%
  • A menor dificuldade que tiver (i.e dificuldade história)

    Votes: 1 1.7%

  • Total de votos
    58

Locky099

Bidoofista não-praticante
Registrado
Recentemente vi algumas discussões sobre competitividade em games e se eles não estariam destruindo a diversão de um indivíduo em um game, achei interessante começar uma discussão parecida só que em questão de dificuldade.
Recentemente zerei Final Fantasy VII Remake jogando na dificuldade "Normal" deles e achei ridiculamente fácil, não achei o jogo ruim, nem a história é ruim, muito pelo contrário, eu curti muito o jogo, mas senti falta de um desafio mais "cabeça", e isso eu percebi em vários jogos, o modo normal não está me dando mais diversão, desafio de verdade, e muitos eu acabo largando no meio justo por causa disso (tem outros jogos que dropo por outros motivos, mas a maioria das vezes é por conta da dificuldade baixa mesmo), o jogo se torna meio monótono e não me faz pensar fora da caixa, os jogos antigos tem esse charme ainda, o que me deixa assustado porque me faz pensar que estou perdendo o tato com meu pensamento criativo, e me deixa meio deprê...
E vocês, o que acham? Acham que a dificuldade está atrelada á diversão? Acham que os jogos deviam ser mais desafiadores ou acham que a dificuldade abre espaço para novos jogadores? O seletor de dificuldade devia ter em todos os jogos? Deixa sua opinião e vamos fazer uma discussão saudável e divertida, aliás se puder responder a enquete acho que vai ser interessante ver os resultados...
 

gdds_01

that's aggravating
Registrado
O equilíbrio é o mais importante. Se o jogo for muito fácil, ele acaba ficando tedioso; se o jogo for muito difícil, ele vai fazer você passar raiva.

Eu voltei a jogar modo carreira no FIFA 20 e recentemente mudei a dificuldade pra Ultimate e acabei perdendo totalmente o prazer no jogo por estar muito difícil - antes eu jogava no Lendário (um nível abaixo do Ultimate) e o jogo estava perdendo a graça porque estava muito fácil.

O segredo é você achar o sweet spot na dificuldade.
 

slitaz159

know-it-all Member
Registrado
Depende do jogo. Se for uma coisa mais estratégica como Civilization e Europa Universalis, acho que a dificuldade é crúcial. Agora se for um sandbox ou simulador, acho que fica em segundo plano, onde a imersão é mais importante.
 

psynomad

Well-Known Member
Registrado
Como tenho pouco tempo para jogar não gosto de ficar morrendo e repetindo várias vezes a mesma coisa, porque isso acaba sendo frustrante e tira a diversão. A maioria dos jogos deixo no normal mesmo.

Mas como disseram, o ideal é encontrar o equilíbrio para ter algum desafio sem que a dificuldade torne a frustração maior que a diversão.
 

noobsaibotex

Membro. Ou não.
Registrado
Depende. Tem jogo que no difícil é ultra difícil, cansativo, desgastante e estressantes. Alguns tem a sensação de recompensa depois que passa outros só gera a sensação de perda de tempo. Teve uma época que eu jogava tudo fácil e quando possível ainda metia cheat engine e ia embora. Teve época que jogava apenas no ultra hard... Agora estou jogando no mais hard possível. Só que tem um porém... Quando se morre muito numa parte a história simplesmente fica truncada. Isso é meio ruim
 

Ironside

Gamer since 2009
Registrado
Um jogo que eu tento, tento mesmo de gostar mais não consigo é dark souls, odeio o estilo de ficar morrendo e ter que decorar as movimentações cara, acho um exagero porque eu não tenho tanto tempo kkkkk, tentei jogar DKS 3, Sekiro e demons souls (ps5) e nada me agradou, o ÚNICO que tá me chamando um pouco de atenção é o Elden Ring por ser mundo aberto. Em falar em mundo aberto odeio o DKS por conta que o jogo não fala onde você tem que ir... E isso me irrita porque eu fico andando direto em círculos para nada. De resto eu gosto da dificuldade difícil quando tem o muito difícil ou o normal se tiver só até o modo difícil, único jogo que eu joguei recentemente que foi no modo normal foi o TLOU2 porque lá fala que no difícil é mais raro achar munições, etc.
 

Smurf

~plebs~
Registrado
Jogos/estilos que eu não sou bom ou não conheço, normal.

Segunda vez ou estilos que me viro, difícil.

Acima disso acho que é penitência porque o jogo geralmente acaba roubando, é um desafio artificial.
Tipo os COD e antigos GOW, desnecessários (GOW ainda menos que o COD)
 

DunhaMaster

¯\_(ツ)_/¯
Registrado
Eu acho que depende. Depende do que você considera como dificuldade e como as desenvolvedoras implementam a dificuldade nos jogos. Existem jogos que se fazem difíceis simplesmente aumentando a vida dos inimigos e aumentando o dano que eles causam. Outros aumentam a dificuldade removendo habilidades e itens. Outros colocando continues limitados. Outros adaptam a dificuldade dependendo do seu desempenho.

Jogos estilo SoulsBorne por exemplo são difíceis pois punem erros, eles exigem um conhecimento das mecânicas do jogo e de todas as possibilidades de gameplay. Além de, claro, fazer com que você gaste tempo aprendendo padrões dos inimigos e suas fraquezas. Tem gente que não gosta disso, e um dos motivos é que isso consome tempo, e tempo é uma coisa que muita gente não tem. Consequentemente isso afasta jogadores mais casuais, que com certeza serão esmagados sem dó nem piedade no jogo. Como hoje em dia esse tipo de jogo tem um público enorme, é tranquilo pra fazer. Mas imagina chegar com a idéia de Demon's Souls na reunião de pitch da From Software em meados dos anos 2000? Deve ter sido complicado, tanto que no início o jogo foi considerado um fracasso, e só virou sucesso depois de um tempo.

Um jogo que eu acho que usa a dificuldade muito bem é o Resident Evil 4. No professional, os inimigos não só tem dano diferente como também agem diferente. Eu lembro até hoje de quando joguei no professional pela primeira vez, ao chegar na primeira vila. Você tem que sobreviver até o sino tocar. Uma estratégia que eu lembro de ter usado no normal (e como ainda não tinha familiaridade com o jogo e com os controles) era subir pelas escadas em uma torre e esperar lá, e ficar esfaqueando/atirando em quem subia pela escada. Pois bem, vou eu lá fazer isso. Só que do nada, os desgraçados começam a tacar molotov lá de baixo 🤣. Isso me obrigou a mudar de estratégia e a tentar outras abordagens. Isso eu acho uma forma inteligente de implementar diversas dificuldades.


Sobre seletor de dificuldade, eu acho que isso deve ser uma escolha da desenvolvedora. Ela tem que decidir se vai ser dificuldade única, dificuldade adaptativa, vai deixar o player escolher, etc. Mas eu acho que elas deveriam explicar melhor o que muda de uma dificuldade pra outra, quando a opção de escolher existe. Tem jogo que você vai jogar e a única coisa que aparece são os nomes padrão (Easy, normal, hard, etc). Mas tem desenvolvedoras que colocam mais detalhada a diferença, assim por exemplo:

- Easy: Inimigos tem menos vida, dão menos dano e não utilizam itens e habilidades.
- Normal: dificuldade padrão, os inimigos tem a vida e danos normais, utilizam itens e habilidades e agem de forma um pouco mais agressiva.
- Hard: Inimigos tem 50% adicionais de vida e dano, entretanto você continua com vida e dano padrão. Itens mais caros e habilidades tem cooldown maior. Inimigos agem de forma ainda mais agressiva e agem em bando, com novas habilidades e estratégias.

Eu acho que assim ficaria melhor para decidir a dificuldade que você quer jogar.
 
Última edição:

Smeagol_RP

Ligeiro fã de istrogonhoque
Registrado
Normal/nível médio.

Não quero passar mais stress tentando provar algo pra ninguém em modo muito difícil, tampouco quero me sentir um retardado jogando no modo mais fácil.
 

Últimas notícias do Mundo Conectado

Pedro de Lara

FFVII Remake do Remake - 2050
Registrado
O importante é o jogo te dar opções de dificuldade. Por que aí atende a todo mundo.

Um cara que não tem muito tempo pra jogar não vai querer uma dificuldade que deixa preso a um jogo sendo que tem outros pra ver e tal.

Vai depender do momento de vida de cada um.
 

Aykes

Hungry Member
Registrado
Dependendo do jogo eu prefiro jogar em dificuldades mais altas, ai de acordo com a dor de cabeça e stress começar a chegar a niveis de querer tacar o controle/mouse na parede, eu tendo a diminuir a dificuldade.

Agora tem jogos que são feitos para serem difíceis mesmo (como a série souls) que acho ruim colocar um modo "easy", mas vai muito da brincadeira competição com os amigos, o problema é que agora qualquer um pode mostrar pro mundo inteiro isso e tem gente que se dói fácil por não conseguir o mesmo e ao invés de ir lá melhorar ou jogar outra coisa vai exigir um nível mais fácil.
 

HelloNietzsche

Hungry Member
Registrado
Vi seu post depois de uma partida de tarkov, onde morri pra um cara que parecia estar mto bem equipado com uma sniper enquanto eu estava mal equipado.
Tarkov é um jogo muito bom, mas é um jogo difícil pra caramba que exige muita dedicação dos players. Eu não tenho mto tempo e paciência para aprender o jogo; só que o jogo é tão difícil que te impossibilita progredir sendo um jogador casual.

Resumo da obra: não tenho ânimo pra jogá-lo

Porém, eu acho mto mais tranquilo quando eu falho em jogos difíceis que são single-player.
 

Locky099

Bidoofista não-praticante
Registrado
Um jogo que eu tento, tento mesmo de gostar mais não consigo é dark souls, odeio o estilo de ficar morrendo e ter que decorar as movimentações cara, acho um exagero porque eu não tenho tanto tempo kkkkk, tentei jogar DKS 3, Sekiro e demons souls (ps5) e nada me agradou, o ÚNICO que tá me chamando um pouco de atenção é o Elden Ring por ser mundo aberto. Em falar em mundo aberto odeio o DKS por conta que o jogo não fala onde você tem que ir... E isso me irrita porque eu fico andando direto em círculos para nada. De resto eu gosto da dificuldade difícil quando tem o muito difícil ou o normal se tiver só até o modo difícil, único jogo que eu joguei recentemente que foi no modo normal foi o TLOU2 porque lá fala que no difícil é mais raro achar munições, etc.
Pois é, esse é um outro aspecto de difculdade que tem em jogos, principalmente aqueles que mexem com mundo apocalíptico e afins. Alguns modos de dificuldade oferecem maior imersão ao mundo, estou jogando agora Metro Exodus no difícil, e cada batalha é uma tensão bem pesada pois é mais tático, você tem que pensar em flancos, estudar o ambiente, ver as possibilidades, pois um tiro de 12 por perto ou 4 tiros de AK você vai pro buraco, realmente dá o clima de um mundo imperdoável. Mas ao mesmo tempo existe a dificuldade "Leitor", em que as batalhas são mais uma forma de contar a história sem que o jogador use muito, assim ele pode focar na anrrativa ao invés da gameplay, pra saber mais sobre a história. Outro que usa essa forma de oferecer dificuldade é o Terminator Resistance, de primeiro momento eu não dava nada pro jogo, e pra ser sincero, se você jogar no normal o negócio fica bem maçante, mas daí vi um post no reddit falando que o jogo fica ótimo nas dificuldades mais altas, dá a sensação que os filmes tem de um mundo ferrado, que você também é um ferrado, e de fato é verdade. Não se enganem, o jogo tem partes chatas, mas fica mais imersivo nas dificuldades mais altas.

Eu acho que depende. Depende do que você considera como dificuldade e como as desenvolvedoras implementam a dificuldade nos jogos. Existem jogos que se fazem difíceis simplesmente aumentando a vida dos inimigos e aumentando o dano que eles causam. Outros aumentam a dificuldade removendo habilidades e itens. Outros colocando continues limitados. Outros adaptam a dificuldade dependendo do seu desempenho.

Jogos estilo SoulsBorne por exemplo são difíceis pois punem erros, eles exigem um conhecimento das mecânicas do jogo e de todas as possibilidades de gameplay. Além de, claro, fazer com que você gaste tempo aprendendo padrões dos inimigos e suas fraquezas. Tem gente que não gosta disso, e um dos motivos é que isso consome tempo, e tempo é uma coisa que muita gente não tem. Consequentemente isso afasta jogadores mais casuais, que com certeza serão esmagados sem dó nem piedade no jogo. Como hoje em dia esse tipo de jogo tem um público enorme, é tranquilo pra fazer. Mas imagina chegar com a idéia de Demon's Souls na reunião de pitch da From Software em meados dos anos 2000? Deve ter sido complicado, tanto que no início o jogo foi considerado um fracasso, e só virou sucesso depois de um tempo.

Um jogo que eu acho que usa a dificuldade muito bem é o Resident Evil 4. No professional, os inimigos não só tem dano diferente como também agem diferente. Eu lembro até hoje de quando joguei no professional pela primeira vez, ao chegar na primeira vila. Você tem que sobreviver até o sino tocar. Uma estratégia que eu lembro de ter usado no normal (e como ainda não tinha familiaridade com o jogo e com os controles) era subir pelas escadas em uma torre e esperar lá, e ficar esfaqueando/atirando em quem subia pela escada. Pois bem, vou eu lá fazer isso. Só que do nada, os desgraçados começam a tacar molotov lá de baixo 🤣. Isso me obrigou a mudar de estratégia e a tentar outras abordagens. Isso eu acho uma forma inteligente de implementar diversas dificuldades.


Sobre seletor de dificuldade, eu acho que isso deve ser uma escolha da desenvolvedora. Ela tem que decidir se vai ser dificuldade única, dificuldade adaptativa, vai deixar o player escolher, etc. Mas eu acho que elas deveriam explicar melhor o que muda de uma dificuldade pra outra, quando a opção de escolher existe. Tem jogo que você vai jogar e a única coisa que aparece são os nomes padrão (Easy, normal, hard, etc). Mas tem desenvolvedoras que colocam mais detalhada a diferença, assim por exemplo:

- Easy: Inimigos tem menos vida, dão menos dano e não utilizam itens e habilidades.
- Normal: dificuldade padrão, os inimigos tem a vida e danos normais, utilizam itens e habilidades e agem de forma um pouco mais agressiva.
- Hard: Inimigos tem 50% adicionais de vida e dano, entretanto você continua com vida e dano padrão. Itens mais caros e habilidades tem cooldown maior. Inimigos agem de forma ainda mais agressiva e agem em bando, com novas habilidades e estratégias.

Eu acho que assim ficaria melhor para decidir a dificuldade que você quer jogar.
Concordo 100%, eu acredito que não tem muita descrição porque os devs acham que o pessoal que joga pensa que é auto-explicativo, mas não é (talvez sim pra quem seja macaco velho como a gente), alguns jogam uma coisinha aqui e ali, isso sem contar que tem conceitos de jogos que são tão novos que até mesmo a velha guarda não vai entender, exemplo: O que seria o modo difícil do Death Stranding? Entregas mais dificeis? Menos stamina, consome mais rápido? Talvez pra alguns seja óbvio, mas pra outros, o povo vai ficar indeciso.
Ainda bem que os developers hoje já estão mais atentos quanto a isso (Pelo menos a maioria)
 

f_junior

----->
Registrado
Uma dificuldade legítima pode ser construída com puzzles elaborados, desafios que envolvem tempo, estratégias, precisão e uma curva de aprendizagem bem dosada. Essa é gostosa de encarar.
Ja aquela que só sobe o dano dos inimigos e torna eles esponjas eu tenho nojo

edit: Ah, e outra coisa: em jogos que tem opção de dificuldade, eu acho primordial que haja um sistema de recompensas pra quem joga em dificuldades maiores, como mais pontos/dinheiro, drop de ítens mais poderosos e afins. Isso estimula
 
Última edição:

Virtuality

VR Player
Registrado
Eu gosto de desafios e jogos hardcores mas onde a maioria da dificuldade vem de como você joga e não inimigos esponjas ou mecânicas burras. Dificuldade JUSTA.

Todos aqui concordam que Skyrim, The Witcher ou Cyberpunk são jogos mais fáceis que qualquer Dark Souls certo? Mas em nenhum desses jogos você consegue terminar a campanha no level 1 e sem equipamentos, onde em qualquer Dark Souls isso é possível pois a dificuldade do jogo é JUSTA e só depende de você aprender a contorna-la.

Jogos com dificuldades justas contam-se nos dedos, grande maioria se resume em aumento de HP e dano do inimigo e só.
 

Isaac

Bella ciao
Registrado
Eu jogava Hitman Absolution no modo purista, o mais difícil, pq os anteriores eu jogava pra ser "silent assassin", só que nessa versão do jogo fazer isso parecia ser impossível, só passava raiva.

Daí eu larguei de querer jogar só no hard, meu entretenimento é a prioridade, não quero ficar de cabeça quente.
 

Coner

Hungry Member
Registrado
Procuro sempre pela dificuldade mais JUSTA possível. Tem que ser o mais desafiador possível, sem ser surreal e impossível. Tem que haver coerência! rs

Tem jogos de futebol, por exemplo, em que era absolutamente impossível jogar no mais difícil. O jogo claramente roubava de um jeito... vc vê a física da bola ser alterada... era incrível... rsrs

Jogos de tiro em que o BOT vê 1 pixel e já te acerta um na cabeça... enfim...

Perder assim é perda de tempo... não faz sentido o masoquismo de querer vencer isso. kkkk é frustrante e mina a diversão.
 

Locky099

Bidoofista não-praticante
Registrado
Eu gosto de desafios e jogos hardcores mas onde a maioria da dificuldade vem de como você joga e não inimigos esponjas ou mecânicas burras. Dificuldade JUSTA.

Todos aqui concordam que Skyrim, The Witcher ou Cyberpunk são jogos mais fáceis que qualquer Dark Souls certo? Mas em nenhum desses jogos você consegue terminar a campanha no level 1 e sem equipamentos, onde em qualquer Dark Souls isso é possível pois a dificuldade do jogo é JUSTA e só depende de você aprender a contorna-la.

Jogos com dificuldades justas contam-se nos dedos, grande maioria se resume em aumento de HP e dano do inimigo e só.
Eu ouvi falar desse conceito, é a dificuldade Extrínseca (Depende de uma série de fatores fora do metajogo, como seu nível de atenção, habilidade e familiaridade com controles, etc etc) e Intrínseca (Depende do quanto você se dedica ao jogo, level up, exploração para encontrar novos equipamentos para seguir em frente)

Nem um, nem outro é melhor ou pior, são só formas de abordagem do jogador ao jogo
 

V_2.0

Hyper and Gamer since 1987
Banido
Eu curto um desafio equilibrado, eu já passei da idade de me estressar jogando (já tive isso nos anos 90), gosto de games que não abusem da paciência nem nos "sabote" durante a gameplay com armadilhas bobas, isso é irritante demais.
Um exemplo de jogo que me passou o equilíbrio perfeito de desafio e diversão é Control. É uma delícia explorar o jogo, ir matando os bosses, muitos bem complicados.
Já o exemplo inverso para mim é Dark Souls, além de sem cheio desse fator de "sabotar" com armadilhas bobas só para te matar (e irritar), é como já foi comentado aqui mesmo, EU acho irritante andar a esmo em ambientes que nem é "mundo aberto", com várias ramificações que servem apenas para confundir (e criar armadilhas) propositalmente e passar um ar de ambientes grandiosos, para seguir em frente vc tem que ir andando e torcendo para avançar na campanha, nem chega a ser difícil, é só chato.
Essa é a minha opinião...
 

copa10

know-it-all Member
Registrado
Em Jogos Singleplayer, na maior parte das vezes o meu principal foco é em games com Historias Ricas, entao a minha principal preocupaçao, é apreciar a historia do jogo, eu costumo tratar os jogos, como um "Filme interativo" em q vc pode controlar e mudar o rumo que aquilo ta tomando.

Entao eu costumo jogar sempre na dificuldade padrao (normal), mas em alguns casos coloco na dificuldade mais baixa possivel justamente pra nao atrapalhar a progressao e a narrativa do jogo.

Acho extremamente frustrante jogar no very hard e ficar morrendo e voltando 300x ou demorar 3 horas pra passar uma parte q vc passaria em 20min, so pra dizer q zerou na maior dificuldade, pelo contrario isso acaba me fazendo perder a vontade e o interesse no jogo.

Salvo excecoes, como jogos de plataforma ou de puzzles ou corrida etc, em q o foco é o GAMEPLAY e a historia muitas vezes é so um plano de fundo pra justificar a gameplay, ai costumo jogar em uma dificuldade mais alta.

Eu acho q isso de dificuldade e etc, é muito uma questao de gosto PESSOAL, nao existe uma regra a se seguir, cada um se diverte jogando de um jeito e isso q é o legal dos jogos :)
 

Lost4Ever

know-it-all Member
Registrado
Tem vários tipos de dificuldade, alguns eu gosto outros eu só acho irritante.

Tem aquela dificuldade no jogo controlada por nível, tipo tá difícil passar os monstros pois você está muitos níveis abaixo daquela área ou daquele boss. Desta eu gosto pois você sente que "não deveria estar ali ainda", mas a recompensa vale a pena e você se sente desafiado.

Tem aquela dificuldade controlada pela decoração, aqui pode ser frustrante ou pode ser até divertido, Monster Hunter e Resident Evil usam muito. É interessante se você descobre um padrão de movimentos dos inimigos e se adapta a ele, vai aprendendo Mas tem muito jogo que usa esta técnica e só frustra o usuário, tipo, faça uma sequencia certinha ou morre, é muito frustrante onde não há espaço para improvisar.

Mas uma coisa que eu tenho percebido é que muitos jogos, aumentar a dificuldade é só colocar mais dano no inimigo e menos dano em você e muitas vezes parece que esta mudança não é muito testada, levando a situações frustrantes ou fáceis demais.
 

anc

know-it-all Member
Registrado
Quando era mais novo já ia direto para dificuldade mais difícil que tinha, hoje em dia procuro um equilíbrio, um desafio que seja mais estratégico do que de reflexos ou grind. Se não for possível isto, então vai no normal mesmo.
 

FireBR

If you're here, who's running hell?
Registrado
Sempre inicio os jogos na maior dificuldade possível.

Se a coisa começar a ficar muito complicada, baixo um nível. Jogar no mais difícil normalmente te ensina a "jogar melhor".

É por isso que prefiro jogos de estratégia e RPG, onde raciocínio e planejamento vem a frente de reflexos.
 

Usuários que está vendo este tópico

Topo