Últimas notícias do Adrenaline

O que está acontecendo com meu celular?

RodrigoF

Member
Registrado
Eu já vi fã boy de operadora fã boy de banco fã boy de muita coisa mas fã boy de processador de celular é a primeira vez... E um notebook de 12 anos de idade com muita sorte consegue rodar o Windows 10 mal e porcamente isso se ainda estiver funcionando.
Num Acer Aspire 5610, o máximo que consegui foi colocar um Windows 7 Pro (num SSD).... até pq só tem 1 GB de RAM...
--- Post duplo é unido automaticamente: ---

Segundo um usuário processador de 7 anos atrás ainda dá conta para os aplicativos atuais ai vem outro dizer que é consumismo..
É cada coisa que leio nesse tópico que dá vontade de chorar.

Se der pra colocar um Android superior a 4.4, dá um caldo bom. O problema, é mantendo o que ele tem hoje (Zenfone 3), proporcionalmente, ele teria de pegar um celular de 5.000 (tirando iPhone) pra ter o mesmo "poder de processamento", afinal de ele ir pra um Snap série 400 ou Hélio P22, vai estranhar a lerdeza de abrir os aplicativos (principalmente a câmera, que no tempo que fiquei com um Snap 860 e depois voltei pra um Helio P22 (parece que ele fica pensando se vai abrir o programa kkkk)
 

halvaro

know-it-all Member
Registrado
Eu já vi fã boy de operadora fã boy de banco fã boy de muita coisa mas fã boy de processador de celular é a primeira vez... E um notebook de 12 anos de idade com muita sorte consegue rodar o Windows 10 mal e porcamente isso se ainda estiver funcionando.
Falou tudo, não entendo por que alguns se apegam tanto a essas coisas. Ao contrário do que o cara falou acima, o SD 625 não é superior a nenhum celular de hoje em processamento, nem os mais de entrada. E apenas 3 gb de memória é um gargalo terrível, se o autor do tópico escolheu esse por longevidade, deveria ter escolhido a versão de 4GB, essa sim era boa na época.
Mas assim, se o cara quer gastar dinheiro em bateria pra prolongar a vída útil desse celular, cada um faz o que quer com sua grana. Tudo tem seu ciclo, sua vida útil, mas .........
 

Folk

Nobody expects the Spanish Inquisition
Registrado
Falou tudo, não entendo por que alguns se apegam tanto a essas coisas. Ao contrário do que o cara falou acima, o SD 625 não é superior a nenhum celular de hoje em processamento, nem os mais de entrada. E apenas 3 gb de memória é um gargalo terrível, se o autor do tópico escolheu esse por longevidade, deveria ter escolhido a versão de 4GB, essa sim era boa na época.
Mas assim, se o cara quer gastar dinheiro em bateria pra prolongar a vída útil desse celular, cada um faz o que quer com sua grana. Tudo tem seu ciclo, sua vida útil, mas .........
Já estou surpreso meu note 4x ter durado mais de 4 anos, imagina 7

Quando sai dele pro s20fe foi como mudar da água pro vinho, nem sei pq me arrependi de ter levado tanto tempo pra isso
 

Slickster2347

Well-Known Member
Registrado
Então pessoal, acho que meio que confundi as specs aqui: a versão do Asus Zenfone 3 que peguei foi a internacional, ou seja tinha 4GB e não 3GB de RAM, por isso talvez esteja aguentando tanto agora também. Foi inclusive com essa decisão que aprendi que quanto mais memória volátil em um aparelho, maior será o consumo de bateria em geral, independente se toda sua capacidade estiver sendo utilizada ou não. No entanto, mesmo eu não sendo um usuário multi-tasking no celular, tal decisão provou ter sido boa em termos de longevidade, mesmo sacrificando a questão bateria na época.

O Snapdragon 625 ainda dá um caldo e é superior a alguns celulares de entrada vendidos HOJE. Ele ainda deve aguentar tranquilo praticamente todos os aplicativos vitais (repare que eu digo aplicativos vitais, não estou falando de rodar genshin impact no máximo), o maior limitador não vai ser o processador e sim o fato de ter parado no Android 7, mas ainda sim deve ter pouquíssimos apps que ainda não dão suporte à essa versão

E sua comparação sobre celular analógico é inválida, processadores não evoluem mais como no começo dos anos 2000, um notebook de 2000 seria um lixo em 2010, mas um de 2010 ainda pode ser usado em 2020, em smartphones é a mesma coisa

Realmente. A afirmação que o Snapdragon 625 ainda dá conta nos dias de hoje é válida, pois foi confirmada por experiência própria minha.

Não entendo muito sobre dispositivos móveis, mas entendo um pouco de desktop/laptop. Acho que a sua comparação da evolução do hardware x86-64 entre 2000 e 2010 é válida sim, já que em 2010 já existia processadores dual-core e praticamente qualquer PC/laptop com um processador contendo mais de um núcleo e 1GB de RAM irá rodar distribuições Linux com uma interface mais leve sem grandes engasgos. Os exemplos citados sobre conseguir ou não instalar versões mais recentes do Windows em hardware mais velho vem de decisões políticas da Microsoft e não necessariamente uma questão prática se o hardware consegue ou não rodar seu sistema operacional. Exemplo disso é o Windows 11 limitando suporte a geração 8 pra cima de processadores Intel apenas, infelizmente.

Sobre o problema, bateria já era, todos celulares que passaram na minha mão com bateria nas ultimas apresentaram sintomas parecidos com reboots quando eram mais exigidos, ou desligamentos inesperados com porcentagem "alta" e coisas do tipo. Concordo que já está na hora de aposentar, mas dependendo do seu uso e se a grana tiver curta, os celulares atuais mais de entrada não vão ser muito melhores em hardware, se a bateria nova não for tão cara talvez valha a pena sim, mão de obra pra isso é barato, qualquer assistência faz por coisa de 30/40 reais.

A questão é a procedência da bateria mesmo ... Falo por experiência própria aqui, o celular atual da minha mãe é um Lenovo ZUK Z2 que era meu (Snapdragon 820 / 4GB RAM / 64GB), importei em 2017, 5 anos e a bateria ficou "bugada" assim como o seu, mas para o uso dela o celular ainda tem desempenho excelente e melhor que muita coisa atual, estado de conservação excelente. Optei por só trocar a bateria, porém acabei tendo que pegar uma "oliginal" no Ali já que uma de procedência já não se encontra nem por lá e a paralela de qualidade só tem em lote de 5 unidades no Alibaba, resultado 140 reais contando o valor mais a mão de obra e uma bateria com pouco mais da metade da capacidade original, mas o celular segue vivo e firme pra utilização dela. Espero que não pegue fogo ou exploda, apenas ...

Opa! Falando em Lenovo ZUK Z2, lembro que quase comprei este celular ao invés do da Asus na época. Processador topo-de-linha e tela de 5" apenas custando na faixa dos ~1000-1400R$ na época dependendo da taxação, acho que era a melhor opção custo-benefício mesmo.

Será que há alguma coisa similar ao ZUK Z2 hoje em dia que não é vendido em varejo aqui no Brasil?
 

RodrigoF

Member
Registrado
Não entendo muito sobre dispositivos móveis, mas entendo um pouco de desktop/laptop. Acho que a sua comparação da evolução do hardware x86-64 entre 2000 e 2010 é válida sim, já que em 2010 já existia processadores dual-core e praticamente qualquer PC/laptop com um processador contendo mais de um núcleo e 1GB de RAM irá rodar distribuições Linux com uma interface mais leve sem grandes engasgos. Os exemplos citados sobre conseguir ou não instalar versões mais recentes do Windows em hardware mais velho vem de decisões políticas da Microsoft e não necessariamente uma questão prática se o hardware consegue ou não rodar seu sistema operacional. Exemplo disso é o Windows 11 limitando suporte a geração 8 pra cima de processadores Intel apenas, infelizmente.

Vou continuar eternamente no Windows 10.... já meu micro tem Ryzen 5 de terceira geração... (apesar de ter vindo as mensagens pra atualizar o sistema, e certamente bugar tudo e ter de começar tudo do zero....)
 

snapdragon888

Well-Known Member
Registrado
o SD 625 não é superior a nenhum celular de hoje em processamento, nem os mais de entrada

:limo:

O soc dos celulares de entrada podem até ser mais recentes, mas ainda usam a mesmíssima combinação de 8 núcleos econômicos A53 / A55 que o 625 usa. A fraqueza do 625 é a Adreno 506, que realmente é fácil de ser superada.

O 625 possui 8 núcleos A53, todos rodando a 2.0 GHz. Pontua 170/1000 no Geekbench 5 e ~125k no Antutu 8. Ele fica praticamente pau a pau em CPU com o Galaxy A21s, que foi lançado ano passado e possui um Exynos equipado com 8x A55 a 2.0 GHz. E isso você mesmo pode comprovar aqui e aqui.

O único celular hoje abaixo dos R$ 1000 que tem desempenho equivalente ao 625 é o Moto E20, pelo combo de 2x A75 + 6x A55 e pela GPU ~60% melhor. Mas mesmo ele ainda perde feio para o 625 em multicore, e o celular em si ainda é muito capado em comparação com o Zenfone: não tem wi-fi a/ac, não tem giroscópio + bússola, tela é HD e só é vendido na variante 2/32 no Brasil.

E um notebook de 12 anos de idade com muita sorte consegue rodar o Windows 10 mal e porcamente isso se ainda estiver funcionando.
Nivelou por baixo. Isso só acontece se o hardware já era lixo na época do lançamento (famosos intel Atom com 1 GB de RAM e Windows 7 Starter Edition). Literalmente qualquer coisa com um Core 2 E8400 ou superior + 4 GB de RAM + SSD ainda serve tranquilamente pra uso básico e digo isso por experiência própria
 

Usuários que está vendo este tópico

Topo