• Assim como acontece todos os anos, abrimos a seção Black Friday: ACESSE CLICANDO AQUI. Portanto o For Sale ficará fechado durante a Black Friday e Cyber Monday.

[TÓPICO OFICIAL] Windows 11

Bondbyte

Tudo Bem Enquanto Sou Bits
Registrado
isolar, testar!
testar sem tpm, testar com hd limpo, testar com os hds desligados, e por ai vai...

vc n vai resolver seu problema da forma que esta tentando!
Nunca mais vou tentar mexer na configuração atual dos meus HDs.
Todas as vezes que despluguei um HD do pc deu um problema terrível de boot que levei dias pra reparar.
Deixo tudo como está.
Este w11 não vale o risco de eu bagunçar o meu pc.
 

lyraal

Boom!!
Registrado
desative isolamento de núcleo
 

ec2lrg

Member
Registrado
Nunca mais vou tentar mexer na configuração atual dos meus HDs.
Todas as vezes que despluguei um HD do pc deu um problema terrível de boot que levei dias pra reparar.
Deixo tudo como está.
Este w11 não vale o risco de eu bagunçar o meu pc.
A BIOS da sua placa mãe está atualizada ?? Eu atualizei de uma Asus b450 Gaming-BR, Asus b450 Pro-S e um notebook da Samsung antes de instalar o W11.
 

Bondbyte

Tudo Bem Enquanto Sou Bits
Registrado
A BIOS da sua placa mãe está atualizada ?? Eu atualizei de uma Asus b450 Gaming-BR, Asus b450 Pro-S e um notebook da Samsung antes de instalar o W11.
Está. Atualizei no começo deste ano.
Vou fazer uma última tentativa e procurar instalar o w11 desabilitando os TPMs e bagulhos pra ver se vai.
 

mucci

Active Member
Registrado
Isolar como se o windows não acusa onde é o problema?
Acusar ela acusa, levei muito tempo para conseguir, quando acontecia ao tentar instalar o windows 10. Encontrei no log de erros, não foi fácil. Portanto, não é problema no windows 11, é algum drive que está impedindo a instalação do windows. No meu caso era um drive de um adaptador usb wifi da ASUS, era só desinstalar, atualizar o window e depois instalar o drive novamente.
--- Post duplo é unido automaticamente: ---

Está. Atualizei no começo deste ano.
Vou fazer uma última tentativa e procurar instalar o w11 desabilitando os TPMs e bagulhos pra ver se vai.
Acredito que não irá funcionar. Para mim é alguma coisa impedindo a instalação, compatibilidade.
 

ec2lrg

Member
Registrado
Está. Atualizei no começo deste ano.
Vou fazer uma última tentativa e procurar instalar o w11 desabilitando os TPMs e bagulhos pra ver se vai.
Saiu novas atualizações em agosto deste ano.
--- Post duplo é unido automaticamente: ---

Está. Atualizei no começo deste ano.
Vou fazer uma última tentativa e procurar instalar o w11 desabilitando os TPMs e bagulhos pra ver se vai.
Saiu novas atualizações em agosto deste ano.
 

Olavolr

New Member
Registrado
Atualização cumulativa W11 disponível no WUpdate (KB5007262) build 22000.348.0
 

Bondbyte

Tudo Bem Enquanto Sou Bits
Registrado
Acusar ela acusa, levei muito tempo para conseguir, quando acontecia ao tentar instalar o windows 10. Encontrei no log de erros, não foi fácil. Portanto, não é problema no windows 11, é algum drive que está impedindo a instalação do windows. No meu caso era um drive de um adaptador usb wifi da ASUS, era só desinstalar, atualizar o window e depois instalar o drive novamente.
--- Post duplo é unido automaticamente: ---


Acredito que não irá funcionar. Para mim é alguma coisa impedindo a instalação, compatibilidade.
Também acho que a causa seja driver. Mas já atualizei tudo que é driver e o problema persiste.
Por outro lado pode ser alguma coisa relacionado à placa-mãe.
Não sei. Vou depois dar uma bisolhada nos logs de erros, isto se eu não joguei eles fora.
 

Olavolr

New Member
Registrado
Como está a build 22000 em establidade ?
Eu não uso os PCs para jogos. Considerando isto, para uso geral o W11 funciona muito bem, sem travamentos ou outros problemas. O visual é bem bonito, mas no desempenho não vejo muita diferença do W10. No meu PC mais novo, com Rysen 5 2400G, 16G Ram, o sistema está voando. No PC mais antigão, com Core 2Duo, 8G Ram, um pouco mais devagar, mas também funciona a contento. Sempre com SSD instalado (já no W10 sem SSD era muito devagar)!
 

Stealth Hunter

Créptomoeda bitcoio S/A
Registrado
Meu notebook Aspire 3 da assinatura, apareceu a atualização pro 11 e fiz.
As pastas windows old e windows 10 podem ser apagadas?
 

ScrooW

Não há nada...
Registrado
Meu notebook Aspire 3 da assinatura, apareceu a atualização pro 11 e fiz.
As pastas windows old e windows 10 podem ser apagadas?

Sim, porém recomendo apagar depois de um tempo vai que tu não gosta do sistema, então só apaga quando tiver certeza que vai ficar...
 

VinyX

Active Member
Registrado
Pessoal procurei e não encontrei a opção de não desligar os HDs secundários . Alguém sabe onde fica ?
 

LNDR

New Member
Registrado
Galera, uso o W10 com uma 3060 bloqueada (fiz as gambiarras pra desbloquear etc) pra minerar. Nesse caso específico, ta valendo a pena passar pro W11? No caso, usaria o mesmo driver: 470.05 que uso no W10.

Tenho medo de fazer 'marmelada', pois nao sei o quão estável está o SO novo, e tambem to sem tempo de ler o fórum... alguem sabe me dizer uma resposta rapida?
 

Frankitooow

Active Member
Registrado
To com um problema e agora nao sei se eh o SSD ou o win11 ahuahuah
Ontem eu liguei o pc e dps de um tempo ele travou com o seguinte erro:
20211123_091258.jpg


E aí ele reinicia sem encontrar o SSD.
Eu desligo o pc e religo e ele entra normal no windows

Olhei no hdtune pro e aparentemente está normal, é um SSD da Corsair Force 3 (antigo eu sei) que está assim:
unknown.png


O que acham que pode ser?
 

nando3d

Member
Registrado
Microsoft tenta mais uma estratégia para forçar uso do Edge

De tempos em tempos, a Microsoft faz alguns experimentos para tentar valorizar os próprios produtos, como a integração do Bing na barra de tarefas do Windows e a dificuldade para trocar o navegador padrão no Windows 11. Agora, a gigante do software usa mais uma tática para enfiar goela abaixo o Microsoft Edge ao bloquear aplicativos como o EdgeDeflector, o Firefox e similares.

Esses softwares permitem que o usuário exiba os resultados da pesquisa no Menu Iniciar no seu browser favorito, em vez de abri-los no Edge como é definido de fábrica. No modelo atual, mesmo que você use o Chrome ou outro navegador, o Windows 11 sempre abrirá o Edge quando a pesquisa for feita pela ferramenta do sistema, com direcionamento automático para o mecanismo de busca Bing. O bloqueio também foi expandido para quem precisa encontrar widgets não listados no Windows 11.

i529700.jpeg

Microsoft bloqueou o uso do comando que possibilitava abrir links em outros navegadores além do Edge (Imagem: Reprodução/CTRL Blog)

Com o EdgeDeflector, a pessoa pode ignorar as restrições e abrir os resultados da pesquisa do navegador padrão da sua escolha, o que pode apresentar resultados mais eficazes. De início, as pessoas pensaram que fosse apenas um bug de compatibilidade, mas a Microsoft confirmou o bloqueio para todos os usuários a partir do lançamento da sua próxima atualização do Windows 11, programada para as próximas semanas.

Mudança seria para preservar experiência

Nenhum desenvolvedor poderá mais acessar links de protocolo microsoft-edge, pois isto ficará restrito ao Edge. Em entrevista ao site The Verge, a empresa confirmou a restrição porque a experiência de pesquisa na barra de tarefas não havia sido projetada para ser redirecionada. "Quando tomamos conhecimento de um redirecionamento impróprio, emitimos uma correção”, explicou o porta-voz.


Essa correção já chegou para usuários Beta e Release Preview na última sexta-feira sem a presença do EdgeDeflector. O desenvolvedor do software, Daniel Aleksandersen, fez uma dura crítica no blog da empresa acerca do assunto. “Essas não são mais as ações de uma empresa atenciosa que se preocupa mais com seu produto. [...] A Microsoft não é uma boa administradora do sistema operacional Windows. Eles estão priorizando anúncios, bundleware e assinaturas de serviço sobre a produtividade de seus usuários”, descascou Aleksandersen.

Os cerca de 500 mil usuários do EdgeDeflector ficaram reféns da ferramenta, mas a mudança também pode ter afetado quem usa do Fiferox e o Brave, dois navegadores que haviam copiado a funcionalidade do app para suas próprias soluções. Para Daniel, talvez essa explosão na quantidade de pessoas é que tenha acendido o sinal vermelho na companhia e levaram os desenvolvedores a apresentar uma correção definitiva.

Mozilla também critica decisão

"As pessoas merecem escolha. Eles devem ter a capacidade de definir padrões de forma simples e fácil, por isso sua escolha de navegador padrão deve ser respeitada”, teria dito um porta-voz da Mozilla em um comunicado ao The Verge. “Trabalhamos no código que inicia o Firefox quando o protocolo microsoft-edge é usado para os usuários que já escolheram o Firefox como navegador padrão. Após a recente mudança para o Windows 11, esta implementação planejada não será mais possível”, explicou.

Curiosamente, a solução da Mozilla possibilita a definição do Firefox como navegador padrão no Windows 10 e Windows 11 com apenas um clique. Hoje, essa funcionalidade é acessível se você baixar o app diretamente do site da organização, mas foi excluída da versão hospedada na Microsoft Store. Isso tem a ver com o pacote usado pela loja oficial do Windows: quando os usuários escolhem o Firefox como navegador padrão, o programa não funciona em um ambiente MSIX.

i529702.jpeg

Esqueça a facilidade de definir o programa padrão com um só clique: a Microsoft dificultou as coisas (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

A empresa já era criticada por dificultar a troca de apps padrões, que precisa ser feito pela configuração "Aplicativos Padrão" no Windows 11 e definidos um a um conforme a extensão do arquivo. Antes, você apenas estabelecia qual navegador gostaria de usar quando instalava um software novo e tudo relacionado a ele era vinculado.

O que é realmente lamentável é o fato de a Microsoft tentar forçar o uso do seu navegador. O Edge já se mostrou uma alternativa viável e eficiente ao Chrome, Firefox e outras soluções do mercado, por isso é desnecessário tomar esse tipo de atitude arbitrária. Segundo dados da StatCounter, em outubro de 2021, o Edge dominava 3,99% do mercado, a terceira posição no ranking geral, à frente de programas clássicos como o Opera e o Firefox e atrás apenas do Chrome e do Safari.

Fonte: CTRL Blog, The Verge


Edge e Windows 11 – o retorno do fiasco do IE da Microsoft?
Microsoft, você está realmente planejando repetir o seu maior erro de negócios?

shutterstock_1629340549.jpg


Hoje em dia, a Microsoft disputa pela primeiro lugar no mercado de ações de tecnologia contra as FAANG. Mas, há 20 anos, a Microsoft deu um grande suspiro de alívio ao se esquivar de uma bala.

O juiz do Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Thomas Penfield Jackson, que supervisionou o embate do Departamento de Justiça vs. Microsoft, decidiu, em 2000, que a Microsoft era um monopólio que deveria ser dividido em duas empresas. Essa parte de sua decisão foi anulada em 2001, ou estaríamos vivendo em um mundo de tecnologia muito diferente.

A causa da decisão de Jackson? A Microsoft usou seu monopólio do Windows para destruir sua rival Netscape. A decisão final puxou a orelha da Microsoft e exigiu que outros navegadores tivessem a chance de rodar no Windows. Então, o que diabos está acontecendo agora com o Windows 11 e o Edge, Microsoft?!

Caso você não tenha ouvido falar, uma nova versão do Windows 11 Insider Preview atrapalha as soluções alternativas que permitem que os usuários configurem outros navegadores da web, como Firefox e Chrome, como padrão para lidar com links da web. Então, por exemplo, se eu enviar a você um e-mail com um link para um dos meus desenhos animados favoritos do xkcd e você abri-lo no Outlook em um PC com esta versão de visualização do Windows 11, ele abriria no Edge – mesmo se o seu navegador preferido for o Chrome.

Esta não é a primeira vez que a Microsoft tenta forçar o Edge goela abaixo nos usuários, assim como fez com o Internet Explorer na década de 1990. Por exemplo, no Windows 10 Insider Preview Build 17623, em 2018, a Microsoft começou a "testar uma mudança em que os links clicados no aplicativo do Windows Mail seriam abertos no Microsoft Edge".

Este não foi um caso isolado. Por exemplo, no Windows 10, se você abrir um artigo de notícias do MSN, o padrão é mostrar a página no Edge. Os usuários estão sempre reclamando de serem forçados a usar o Edge. No ano passado, não muito depois de a Microsoft lançar sua versão do Edge baseada no Chrome, ela empurrou o Edge remodelado para todos os sistemas quando eles atualizaram para o Windows 10, versão 2004. As pessoas não ficaram felizes.

Ninguém se importou muito com o fato de o Edge legado ter sido jogado no lixo, mas quando as pessoas ligaram seus PCs, viram o Edge ser lançado; intimar o usuário a substituí-lo para ser seu navegador existente; ser fixado na área de trabalho e na barra de tarefas; e, quando você tentava abrir um site, ele perguntava se você realmente queria usar o Firefox em vez do Edge. Essa não é a maneira de fazer amigos e influenciar usuários.

No passado, você poderia substituir o Edge como seu navegador padrão. O que você não pode fazer é se livrar do Edge. Para melhor ou pior - acho que pior - você está preso ao Edge.

De acordo com Daniel Aleksandersen, que criou o aplicativo gratuito EdgeDeflector, que intercepta todos os links microsoft-edge:// incorporados do Windows e os redireciona para links https:// regulares, seus cerca de 500.000 usuários não podem mais evitar o Edge com seu programa. "Você não pode mais ignorar o Microsoft Edge usando aplicativos como o EdgeDeflector". O novo pedido da Microsoft também bloqueará essa funcionalidade nas próximas versões do Brave e do Firefox.

Aleksandersen olhou mais a fundo e descobriu o seguinte: "O Windows 10 e 11 não se preocupam mais com a configuração do navegador da web padrão. A Microsoft até removeu a configuração do navegador da web padrão do Windows 11. Em vez de uma única configuração para o navegador da web padrão, os clientes devem definir individualmente" associações de links “para os protocolos http:// e https://; bem como associações de arquivos para o tipo de arquivo .html. Este é um grande salto em complexidade em comparação com o design anterior. É claramente um movimento hostil do usuário que vê o Windows comprometer a usabilidade de seu próprio produto para dificultar o uso de produtos concorrentes".

Quanto ao que os usuários podem fazer em relação a tudo isso, Aleksandersen foi direto: “A melhor ação é reclamar com o órgão regulador antitruste local ou mudar para o Linux. Seu navegador é provavelmente o aplicativo mais importante - senão o único - que você usa regularmente. A Microsoft deixou claro que suas prioridades para o Windows não se alinham com seus usuários".

Ele tem razão. E a Microsoft está errada em fazer isso.

Isso não é um bug. Esta é uma mudança deliberada em todo o Windows para retornar ao passado, quando sua única opção real de navegador era a escolha da Microsoft. O tiro saiu pela culatra para a empresa; espero que o tiro saia pela culatra agora.

 

blacklynx

Active Member
Registrado
Microsoft tenta mais uma estratégia para forçar uso do Edge

De tempos em tempos, a Microsoft faz alguns experimentos para tentar valorizar os próprios produtos, como a integração do Bing na barra de tarefas do Windows e a dificuldade para trocar o navegador padrão no Windows 11. Agora, a gigante do software usa mais uma tática para enfiar goela abaixo o Microsoft Edge ao bloquear aplicativos como o EdgeDeflector, o Firefox e similares.

Esses softwares permitem que o usuário exiba os resultados da pesquisa no Menu Iniciar no seu browser favorito, em vez de abri-los no Edge como é definido de fábrica. No modelo atual, mesmo que você use o Chrome ou outro navegador, o Windows 11 sempre abrirá o Edge quando a pesquisa for feita pela ferramenta do sistema, com direcionamento automático para o mecanismo de busca Bing. O bloqueio também foi expandido para quem precisa encontrar widgets não listados no Windows 11.

i529700.jpeg

Microsoft bloqueou o uso do comando que possibilitava abrir links em outros navegadores além do Edge (Imagem: Reprodução/CTRL Blog)

Com o EdgeDeflector, a pessoa pode ignorar as restrições e abrir os resultados da pesquisa do navegador padrão da sua escolha, o que pode apresentar resultados mais eficazes. De início, as pessoas pensaram que fosse apenas um bug de compatibilidade, mas a Microsoft confirmou o bloqueio para todos os usuários a partir do lançamento da sua próxima atualização do Windows 11, programada para as próximas semanas.

Mudança seria para preservar experiência

Nenhum desenvolvedor poderá mais acessar links de protocolo microsoft-edge, pois isto ficará restrito ao Edge. Em entrevista ao site The Verge, a empresa confirmou a restrição porque a experiência de pesquisa na barra de tarefas não havia sido projetada para ser redirecionada. "Quando tomamos conhecimento de um redirecionamento impróprio, emitimos uma correção”, explicou o porta-voz.


Essa correção já chegou para usuários Beta e Release Preview na última sexta-feira sem a presença do EdgeDeflector. O desenvolvedor do software, Daniel Aleksandersen, fez uma dura crítica no blog da empresa acerca do assunto. “Essas não são mais as ações de uma empresa atenciosa que se preocupa mais com seu produto. [...] A Microsoft não é uma boa administradora do sistema operacional Windows. Eles estão priorizando anúncios, bundleware e assinaturas de serviço sobre a produtividade de seus usuários”, descascou Aleksandersen.

Os cerca de 500 mil usuários do EdgeDeflector ficaram reféns da ferramenta, mas a mudança também pode ter afetado quem usa do Fiferox e o Brave, dois navegadores que haviam copiado a funcionalidade do app para suas próprias soluções. Para Daniel, talvez essa explosão na quantidade de pessoas é que tenha acendido o sinal vermelho na companhia e levaram os desenvolvedores a apresentar uma correção definitiva.

Mozilla também critica decisão

"As pessoas merecem escolha. Eles devem ter a capacidade de definir padrões de forma simples e fácil, por isso sua escolha de navegador padrão deve ser respeitada”, teria dito um porta-voz da Mozilla em um comunicado ao The Verge. “Trabalhamos no código que inicia o Firefox quando o protocolo microsoft-edge é usado para os usuários que já escolheram o Firefox como navegador padrão. Após a recente mudança para o Windows 11, esta implementação planejada não será mais possível”, explicou.

Curiosamente, a solução da Mozilla possibilita a definição do Firefox como navegador padrão no Windows 10 e Windows 11 com apenas um clique. Hoje, essa funcionalidade é acessível se você baixar o app diretamente do site da organização, mas foi excluída da versão hospedada na Microsoft Store. Isso tem a ver com o pacote usado pela loja oficial do Windows: quando os usuários escolhem o Firefox como navegador padrão, o programa não funciona em um ambiente MSIX.

i529702.jpeg

Esqueça a facilidade de definir o programa padrão com um só clique: a Microsoft dificultou as coisas (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

A empresa já era criticada por dificultar a troca de apps padrões, que precisa ser feito pela configuração "Aplicativos Padrão" no Windows 11 e definidos um a um conforme a extensão do arquivo. Antes, você apenas estabelecia qual navegador gostaria de usar quando instalava um software novo e tudo relacionado a ele era vinculado.

O que é realmente lamentável é o fato de a Microsoft tentar forçar o uso do seu navegador. O Edge já se mostrou uma alternativa viável e eficiente ao Chrome, Firefox e outras soluções do mercado, por isso é desnecessário tomar esse tipo de atitude arbitrária. Segundo dados da StatCounter, em outubro de 2021, o Edge dominava 3,99% do mercado, a terceira posição no ranking geral, à frente de programas clássicos como o Opera e o Firefox e atrás apenas do Chrome e do Safari.

Fonte: CTRL Blog, The Verge


Edge e Windows 11 – o retorno do fiasco do IE da Microsoft?
Microsoft, você está realmente planejando repetir o seu maior erro de negócios?

shutterstock_1629340549.jpg


Hoje em dia, a Microsoft disputa pela primeiro lugar no mercado de ações de tecnologia contra as FAANG. Mas, há 20 anos, a Microsoft deu um grande suspiro de alívio ao se esquivar de uma bala.

O juiz do Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Thomas Penfield Jackson, que supervisionou o embate do Departamento de Justiça vs. Microsoft, decidiu, em 2000, que a Microsoft era um monopólio que deveria ser dividido em duas empresas. Essa parte de sua decisão foi anulada em 2001, ou estaríamos vivendo em um mundo de tecnologia muito diferente.

A causa da decisão de Jackson? A Microsoft usou seu monopólio do Windows para destruir sua rival Netscape. A decisão final puxou a orelha da Microsoft e exigiu que outros navegadores tivessem a chance de rodar no Windows. Então, o que diabos está acontecendo agora com o Windows 11 e o Edge, Microsoft?!

Caso você não tenha ouvido falar, uma nova versão do Windows 11 Insider Preview atrapalha as soluções alternativas que permitem que os usuários configurem outros navegadores da web, como Firefox e Chrome, como padrão para lidar com links da web. Então, por exemplo, se eu enviar a você um e-mail com um link para um dos meus desenhos animados favoritos do xkcd e você abri-lo no Outlook em um PC com esta versão de visualização do Windows 11, ele abriria no Edge – mesmo se o seu navegador preferido for o Chrome.

Esta não é a primeira vez que a Microsoft tenta forçar o Edge goela abaixo nos usuários, assim como fez com o Internet Explorer na década de 1990. Por exemplo, no Windows 10 Insider Preview Build 17623, em 2018, a Microsoft começou a "testar uma mudança em que os links clicados no aplicativo do Windows Mail seriam abertos no Microsoft Edge".

Este não foi um caso isolado. Por exemplo, no Windows 10, se você abrir um artigo de notícias do MSN, o padrão é mostrar a página no Edge. Os usuários estão sempre reclamando de serem forçados a usar o Edge. No ano passado, não muito depois de a Microsoft lançar sua versão do Edge baseada no Chrome, ela empurrou o Edge remodelado para todos os sistemas quando eles atualizaram para o Windows 10, versão 2004. As pessoas não ficaram felizes.

Ninguém se importou muito com o fato de o Edge legado ter sido jogado no lixo, mas quando as pessoas ligaram seus PCs, viram o Edge ser lançado; intimar o usuário a substituí-lo para ser seu navegador existente; ser fixado na área de trabalho e na barra de tarefas; e, quando você tentava abrir um site, ele perguntava se você realmente queria usar o Firefox em vez do Edge. Essa não é a maneira de fazer amigos e influenciar usuários.

No passado, você poderia substituir o Edge como seu navegador padrão. O que você não pode fazer é se livrar do Edge. Para melhor ou pior - acho que pior - você está preso ao Edge.

De acordo com Daniel Aleksandersen, que criou o aplicativo gratuito EdgeDeflector, que intercepta todos os links microsoft-edge:// incorporados do Windows e os redireciona para links https:// regulares, seus cerca de 500.000 usuários não podem mais evitar o Edge com seu programa. "Você não pode mais ignorar o Microsoft Edge usando aplicativos como o EdgeDeflector". O novo pedido da Microsoft também bloqueará essa funcionalidade nas próximas versões do Brave e do Firefox.

Aleksandersen olhou mais a fundo e descobriu o seguinte: "O Windows 10 e 11 não se preocupam mais com a configuração do navegador da web padrão. A Microsoft até removeu a configuração do navegador da web padrão do Windows 11. Em vez de uma única configuração para o navegador da web padrão, os clientes devem definir individualmente" associações de links “para os protocolos http:// e https://; bem como associações de arquivos para o tipo de arquivo .html. Este é um grande salto em complexidade em comparação com o design anterior. É claramente um movimento hostil do usuário que vê o Windows comprometer a usabilidade de seu próprio produto para dificultar o uso de produtos concorrentes".

Quanto ao que os usuários podem fazer em relação a tudo isso, Aleksandersen foi direto: “A melhor ação é reclamar com o órgão regulador antitruste local ou mudar para o Linux. Seu navegador é provavelmente o aplicativo mais importante - senão o único - que você usa regularmente. A Microsoft deixou claro que suas prioridades para o Windows não se alinham com seus usuários".

Ele tem razão. E a Microsoft está errada em fazer isso.

Isso não é um bug. Esta é uma mudança deliberada em todo o Windows para retornar ao passado, quando sua única opção real de navegador era a escolha da Microsoft. O tiro saiu pela culatra para a empresa; espero que o tiro saia pela culatra agora.

Esse é mais um dos motivos que me fazem ficar longe do windows 11 no momento, não vejo vantagem alguma em utilizá-lo agora, e essa matéria só confirma minha opinião. Se o linux não fosse tão complicado para um usuário leigo configurar as coisas passaria utilizá-lo em definitivo, o que pelo visto não estará muito longe de acontecer se a ms continuar com essas estratégias escrotas.
 

sLk

two minutes date. :)
Registrado
Esse é mais um dos motivos que me fazem ficar longe do windows 11 no momento, não vejo vantagem alguma em utilizá-lo agora, e essa matéria só confirma minha opinião. Se o linux não fosse tão complicado para um usuário leigo configurar as coisas passaria utilizá-lo em definitivo, o que pelo visto não estará muito longe de acontecer se a ms continuar com essas estratégias escrotas.
O linux, hoje em dia, não é mais tão complicado.
Tem distros bem voltadas para o usuário comum...

O problema, ao meu ver, continua sendo a incompatibilidade com o Office e alguns jogos.
Ao mesmo tempo que imagino um certo tipo de uso que ele não só é tranquilo, como é indicado e algumas vezes indispensável....

Tô bem de saco cheio do Windows 11, a performance em algumas coisas ficou pior que o Windows 10, mas não tenho tempo para zerar tudo agora.
Só não deixo o desktop totalmente no Linux por conta do Valorant/LoL.
 

Makaveli_rj

.
Registrado
Estou com um problema no PC e desconfio que o Windows 11 seja a causa (já testei módulos de memória diferentes e tirei o overclock do processador).

Meu PC está ficando sem imagem do nada depois de uma atualização do Windows 11 e só resolve depois que eu reseto. Às vezes também aparece a tela preta "CLOCK_WATCHDOG_TIMEOUT"

Queria saber se mais alguém está passando por isso.
 

diegoizel

New Member
Registrado
Estou na dúvida em atualizar e perder desempenho nos jogos. No Windows 10 tá redondinho.
 

Ron Damon

Ex-boxeador
Registrado
Estou na dúvida em atualizar e perder desempenho nos jogos. No Windows 10 tá redondinho.
Já fizeram 1 zilhão de benchmarks e está a mesma coisa. Se um dia os milagrosos novos recursos do W11 forem implementados pelas devs, pode ser q fique é superior, mas só acredito vendo.
 

LNDR

New Member
Registrado
Esse é mais um dos motivos que me fazem ficar longe do windows 11 no momento, não vejo vantagem alguma em utilizá-lo agora, e essa matéria só confirma minha opinião. Se o linux não fosse tão complicado para um usuário leigo configurar as coisas passaria utilizá-lo em definitivo, o que pelo visto não estará muito longe de acontecer se a ms continuar com essas estratégias escrotas.

O linux, hoje em dia, não é mais tão complicado.
Tem distros bem voltadas para o usuário comum...

O problema, ao meu ver, continua sendo a incompatibilidade com o Office e alguns jogos.
Ao mesmo tempo que imagino um certo tipo de uso que ele não só é tranquilo, como é indicado e algumas vezes indispensável....

Tô bem de saco cheio do Windows 11, a performance em algumas coisas ficou pior que o Windows 10, mas não tenho tempo para zerar tudo agora.
Só não deixo o desktop totalmente no Linux por conta do Valorant/LoL.
Eu to na mesma... não consigo largar o Windows por conta do costume/jogos como valorant, mas graças a Deus to é parando/ficando sem tempo/sem saco pra jogar... o foda que agora to fazendo um curso de desenvolvimento e ACHO que preciso usar o Windows... é até algo pra eu conferir...

Fora isso, eu mesmo já vi que os linux hoje em dia estão bem mais amigáveis e acessíveis para novos usuários que vem do Windows, por exemplo, mas ainda não tenho coragem de migrar 100%... até porque tive uma experiencia com MacOS que me deixou meio p* da vida, porque achava tudo no Windows mais fácil, apesar do MacOS as coisas serem mais estáveis e 'redondas'(no sentido de compatibilidade, dar menos bugs, etc)...
 

Usuários que está vendo este tópico

Topo