[TÓPICO OFICIAL] Assassin’s Creed Valhalla

Continua após a publicidade

brunossj

Member
Registrado
Eu também não tenho problema com o tamanho do mapa, acho o origins melhor por que o Egito me interessa mais que os outros. O único problema pra mim são as viagens de barco do Odyssey, são cansativas.

Eu não me interesso nem um pouco com o Animus, sinceramente depois do final do Desmond, eu abandonaria completamente essa parte do jogo.

E eu nunca voltaria ao sistema de combate antigo, é pior em todos os sentidos. Seria um retrocesso que me afastaria da série. A "única" salvação seria um jogo totalmente focado em stealth com o combate sendo só uma firula.
 

Continua após a publicidade

Shiryu Sushi

Excalibur!
Registrado
O que acho é que falta coragem aos desenvolvedores inovar.. eles tentam copiar o q deu certo no uncharted.. no witcher.. e no final, é um jogo trazendo tudo de bom nos outros sem trazer nenhum elemento novo dele mesmo. Isso não seria um problema se o jogo não tivesse trocentos pontos no mapa que só estão lá para encher linguiça de gameplay e um progresso lento.
 

_CP_

The Trooper
Registrado
O que acho é que falta coragem aos desenvolvedores inovar.. eles tentam copiar o q deu certo no uncharted.. no witcher.. e no final, é um jogo trazendo tudo de bom nos outros sem trazer nenhum elemento novo dele mesmo. Isso não seria um problema se o jogo não tivesse trocentos pontos no mapa que só estão lá para encher linguiça de gameplay e um progresso lento.
Tá na cara que esse jogo não é pra você (nem os últimos ACs). :bat:

Se quer progresso rápido e poucos pontos no mapa, certamente está procurando outro jogo. :vinho:
 

V_2.0

Hyper and Gamer since 1987
Banido
Eu acho curioso quando vejo a galera comprar um jogo (popular) de mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisa espalhada pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar (com Odyssey) e essa mesma pessoa achar ruim que o jogo que ele comprou tem Mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisas espalhadas pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar....
Se eu não curto esse tipo de jogo, passo longe de qualquer um do estilo, como JRPG, eu ja tentei jogar alguns, não me desceu e eu passo longe.
Parece que a galera compra um jogo idealizando o que elas queriam que ele fosse (vi essa conversa em outro tópico aqui hehehe).

Uma inovação em AC seria um jogo totalmente focado nos dias atuais, tendo apenas algumas missões em locais icônicos da história, podendo até ter mais variedade em locais e épocas diferentes, mas sendo protagonista nos dias de hoje. Isso seria inovar 100%. E desenvolveria mais a história da guerra dos Templários e Assassinos nos tempos modernos.
 
Última edição:

BerserkerZ

Igigi
Registrado
Eu acho curioso quando vejo a galera comprar um jogo (popular) de mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisa espalhada pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar (com Odyssey) e essa mesma pessoa achar ruim que o jogo que ele comprou tem Mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisas espalhadas pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar....
Se eu não curto esse tipo de jogo, passo longe de qualquer um do estilo, como JRPG, eu ja tentei jogar alguns, não me desceu e eu passo longe.
Parece que a galera compra um jogo idealizando o que elas queriam que ele fosse (vi essa conversa em outro tópico aqui hehehe).

Uma inovação em AC seria um jogo totalmente focado nos dias atuais, tendo apenas algumas missões em locais icônicos da história, podendo até ter mais variedade em locais e épocas diferentes, mas sendo protagonista nos dias de hoje. Isso seria inovar 100%. E desenvolveria mais a história da guerra dos Templários e Assassinos nos tempos modernos.
Seria legal mesmo.
Ou então na década de 80/90.
Tem que ter cut scenes, Muitas!
O grind precisa ser recompensador assim como foi no Odyssey, que dava pra montar várias builds diferentes.
 

hitsugy

Geek
Registrado
Aqui tenho tido crashes constantemente. Em alguns casos acontece de 30~30 min, mas em outros fica horas sem ter o problema. O mais chato é que não achei solução prática e vi que nos fóruns da ubisoft poucas pessoas conseguiram contornar o problema. Daí acontece no meio de uma quest muito extensa e quebra totalmente o clima.

Uma curiosidade, me lembro que ao final do Odyssey alguns nórdicos apareciam e tal, insinuando um possível AC com essa temática (que veio a ser o Valhalla). Vocês sabem se tem alguma cidade, ou localização, do Valhalla que é comum com o mundo do Odyssey? Fiquei com essa impressão ao visitar Essex, por ex (de que já tinha visto essa cidade antes).
 

Mike J. Lewis

“O Universo está aí e isso é tudo.” [B. Russell]
Registrado
Aqui tenho tido crashes constantemente. Em alguns casos acontece de 30~30 min, mas em outros fica horas sem ter o problema. O mais chato é que não achei solução prática e vi que nos fóruns da ubisoft poucas pessoas conseguiram contornar o problema. Daí acontece no meio de uma quest muito extensa e quebra totalmente o clima.

Também estava com esse problema (além de outros, como instabilidade e quedas absurdas de FPS). Provavelmente, era o último driver (461.09), e nem com o HotFix resolveu aqui (461.33). Bastou reinstalar o driver anterior (457.30 - o driver que saiu um dia antes do lançamento de AC Valhalla) e agora está mais estável (apesar de ainda ter algumas quedas em determinadas partes do mapa que não me incomodam tanto - espero que otimizem mais com o próximo update).


Eu acho curioso quando vejo a galera comprar um jogo (popular) de mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisa espalhada pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar (com Odyssey) e essa mesma pessoa achar ruim que o jogo que ele comprou tem Mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisas espalhadas pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar....
Se eu não curto esse tipo de jogo, passo longe de qualquer um do estilo, como JRPG, eu ja tentei jogar alguns, não me desceu e eu passo longe.
Parece que a galera compra um jogo idealizando o que elas queriam que ele fosse (vi essa conversa em outro tópico aqui hehehe).

Uma inovação em AC seria um jogo totalmente focado nos dias atuais, tendo apenas algumas missões em locais icônicos da história, podendo até ter mais variedade em locais e épocas diferentes, mas sendo protagonista nos dias de hoje. Isso seria inovar 100%. E desenvolveria mais a história da guerra dos Templários e Assassinos nos tempos modernos.

Far Cry, por exemplo, joguei os três primeiros, e depois de ter comprado e jogado o quarto e quinto, cansei e joguei a toalha. E nem fico indo aos tópicos do Far Cry reclamar e/ou criticar o jogo (e encher o saco de quem ainda gosta e joga). Prefiro comentar minhas opiniões e experiências apenas nos tópicos dos jogos que realmente curto e estou jogando. Inclusive, antes de comprar e iniciar um jogo, dou uma pesquisada, leio os reviews e assisto a gameplays (para não ficar frustrado ou passar raiva depois).

Prefiro não equiparar AC Origins/Odyssey/Valhalla a outros títulos que considero sublimes (como GTA IV e V, The Last of Us 1 e 2, Detroit: Become Human, Death Stranding, The Witcher 3, Red Dead Redemption e Red Dead Redemption 2). Apenas jogar e me ater as propostas desses jogos.

Particularmente, gostei dessa trilogia (Origins, Odyssey e Valhalla), e do estilo de jogo. Origins inovou, deu uma repaginada na franquia e trouxe novos recursos; Odyssey deu prossseguimento na trama, fez bons incrementos e deixou sua marca; Valhalla, deram uma boa polida e melhoraram em alguns aspectos, especialmente os combates e as side-quests - mais dinâmicas (e muitas são divertidas). A história, personagens e roteiros, são razoáveis (nada inovador e criativo, estou ciente). Enfim, ao meu ver, os três últimos AC me entregaram uma boa experiência.
 

_CP_

The Trooper
Registrado
Eu acho curioso quando vejo a galera comprar um jogo (popular) de mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisa espalhada pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar (com Odyssey) e essa mesma pessoa achar ruim que o jogo que ele comprou tem Mundo aberto, elementos de RPG, muitas coisas espalhadas pelo mapa para fazer, sendo algumas para grindar....
Se eu não curto esse tipo de jogo, passo longe de qualquer um do estilo, como JRPG, eu ja tentei jogar alguns, não me desceu e eu passo longe.
Parece que a galera compra um jogo idealizando o que elas queriam que ele fosse (vi essa conversa em outro tópico aqui hehehe).

Uma inovação em AC seria um jogo totalmente focado nos dias atuais, tendo apenas algumas missões em locais icônicos da história, podendo até ter mais variedade em locais e épocas diferentes, mas sendo protagonista nos dias de hoje. Isso seria inovar 100%. E desenvolveria mais a história da guerra dos Templários e Assassinos nos tempos modernos.
Com certeza. É a mesma coisa de comprar um GTA e reclamar que tem violência e furtos. :john:

Tem coisa que é própria de determinado jogo. Em AC (principalmente nos últimos três), mapa grande e demorar para completar ou platinar é algo que vem no pacote. Não dá pra reclamar disso, pois é a proposta do game.

Quanto a repaginar, realmente de agora em diante a Ubi vai ter que pensar em inovar algo na mecânica para não dar aquela fadiga de material. Valhalla já teve pouco impacto em mim, e gostei menos que dos anteriores. Espero que o próximo tenha mais coisas que me agradem, mas só o tempo dirá.

Jogo é assim: mudam algo nele, agrada alguns, desagrada outros. Não tem muito o que fazer quanto a isso. Toda franquia tem dessas coisas.
 

Rédichoti

Only an old school gamer
Registrado
Dropei o game com gosto,foda,zero ânimo pra voltar a jogar.
Pensando seriamente em desinstalar ele.
 

_CP_

The Trooper
Registrado
Na divulgação e lançamento de Valhalla, eles fizeram um diagrama mostrando que esse ano de 2021 iam ter umas dlcs gratuitas (não estou falando das expansões).
Se não me engano, ia ser um "evento" por trimestre. Já tem alguma data divulgada ?
Pois é. No Odyssey tinha aquelas histórias perdidas da Grécia que lançava todo mês na faixa, fora as melhorias no jogo que durante muito tempo saíam mensalmente.

No Valhalla até agora estão apenas corrigindo bugs. Acho que depois que remendarem o jogo, que foi lançado sem o devido polimento, devem lançar algo além das DLCs pagas. Ou não.
 

V_2.0

Hyper and Gamer since 1987
Banido
Também estava com esse problema (além de outros, como instabilidade e quedas absurdas de FPS). Provavelmente, era o último driver (461.09), e nem com o HotFix resolveu aqui (461.33). Bastou reinstalar o driver anterior (457.30 - o driver que saiu um dia antes do lançamento de AC Valhalla) e agora está mais estável (apesar de ainda ter algumas quedas em determinadas partes do mapa que não me incomodam tanto - espero que otimizem mais com o próximo update).




Far Cry, por exemplo, joguei os três primeiros, e depois de ter comprado e jogado o quarto e quinto, cansei e joguei a toalha. E nem fico indo aos tópicos do Far Cry reclamar e/ou criticar o jogo (e encher o saco de quem ainda gosta e joga). Prefiro comentar minhas opiniões e experiências apenas nos tópicos dos jogos que realmente curto e estou jogando. Inclusive, antes de comprar e iniciar um jogo, dou uma pesquisada, leio os reviews e assisto a gameplays (para não ficar frustrado ou passar raiva depois).

Prefiro não equiparar AC Origins/Odyssey/Valhalla a outros títulos que considero sublimes (como GTA IV e V, The Last of Us 1 e 2, Detroit: Become Human, Death Stranding, The Witcher 3, Red Dead Redemption e Red Dead Redemption 2). Apenas jogar e me ater as propostas desses jogos.

Particularmente, gostei dessa trilogia (Origins, Odyssey e Valhalla), e do estilo de jogo. Origins inovou, deu uma repaginada na franquia e trouxe novos recursos; Odyssey deu prossseguimento na trama, fez bons incrementos e deixou sua marca; Valhalla, deram uma boa polida e melhoraram em alguns aspectos, especialmente os combates e as side-quests - mais dinâmicas (e muitas são divertidas). A história, personagens e roteiros, são razoáveis (nada inovador e criativo, estou ciente). Enfim, ao meu ver, os três últimos AC me entregaram uma boa experiência.
Com certeza. É a mesma coisa de comprar um GTA e reclamar que tem violência e furtos. :john:

Tem coisa que é própria de determinado jogo. Em AC (principalmente nos últimos três), mapa grande e demorar para completar ou platinar é algo que vem no pacote. Não dá pra reclamar disso, pois é a proposta do game.

Quanto a repaginar, realmente de agora em diante a Ubi vai ter que pensar em inovar algo na mecânica para não dar aquela fadiga de material. Valhalla já teve pouco impacto em mim, e gostei menos que dos anteriores. Espero que o próximo tenha mais coisas que me agradem, mas só o tempo dirá.

Jogo é assim: mudam algo nele, agrada alguns, desagrada outros. Não tem muito o que fazer quanto a isso. Toda franquia tem dessas coisas.

É bem por ai. Eu só compro as cegas games que sei que vou gostar de séries que eu já gosto ou estilos que sempre gostei. De resto eu pesquiso e vejo se vou curtir.
E não acho nada saudável ficar comparando games, pois isso tem vários fatores a serem vistos. Eu acho a Ubisoft muito competente em trazer games AAA em um período curto de produção (média de 3 anos para cada jogo, mesmo que pareça menos por serem quase anuais).
A maioria dos AAA aclamados como TLOUS 2, RDR2 e outros, tem média de produção acima de 4 anos, e mesmo assim não garantem produtos polidos e sem problemas no lançamento. Mas cada caso é um caso e deve ser avaliados separadamente. É aquilo, comprou o jogo, viu a proposta, jogue o que comprou e não tente tornar aquilo o que queria que fosse. Comprar Valhalla e querer que ele seja um RDR2 é pedir para se frustrar.
É o mesmo que comprar Cyberpunk 2077 e querer um jogo sem bugs. HAHAH :sefu: :problemo:
Dentro de suas propostas, acho AC tão bom quanto RDR2.
 

PassolargoPR

New Member
Registrado
O maior problema do valhalla na minha opinião, é a história, digamos a falta dela. No Origins por exemplo você tem uma história clara de vingança, onde o Bayek vai atrás dos responsáveis. No Valhalla, o objetivo basicamente é conquistar as regiões, sem ter histórias que ligam as regiões por exemplo. Eu achei o jogo muito cansativo para conquistar tudo, mas me rendeu 60 horas de jogo e vontade 0 de voltar a jogar.
 

_CP_

The Trooper
Registrado
É bem por ai. Eu só compro as cegas games que sei que vou gostar de séries que eu já gosto ou estilos que sempre gostei. De resto eu pesquiso e vejo se vou curtir.
E não acho nada saudável ficar comparando games, pois isso tem vários fatores a serem vistos. Eu acho a Ubisoft muito competente em trazer games AAA em um período curto de produção (média de 3 anos para cada jogo, mesmo que pareça menos por serem quase anuais).
A maioria dos AAA aclamados como TLOUS 2, RDR2 e outros, tem média de produção acima de 4 anos, e mesmo assim não garantem produtos polidos e sem problemas no lançamento. Mas cada caso é um caso e deve ser avaliados separadamente. É aquilo, comprou o jogo, viu a proposta, jogue o que comprou e não tente tornar aquilo o que queria que fosse. Comprar Valhalla e querer que ele seja um RDR2 é pedir para se frustrar.
É o mesmo que comprar Cyberpunk 2077 e querer um jogo sem bugs. HAHAH :sefu: :problemo:
Dentro de suas propostas, acho AC tão bom quanto RDR2.
Bem comentado. AC Odyssey entra fácil na lista de melhores games que já joguei. Isso é minha opinião, claro. Muitos vão discordar.

Como você disse, quando se gosta da proposta de um game e compra consciente, não tem problema.

O importante é não procurar um jogo dentro de outro. Fazer isso é pedir para se frustrar.
 

ppHp_

_
Registrado
É bem por ai. Eu só compro as cegas games que sei que vou gostar de séries que eu já gosto ou estilos que sempre gostei. De resto eu pesquiso e vejo se vou curtir.
E não acho nada saudável ficar comparando games, pois isso tem vários fatores a serem vistos. Eu acho a Ubisoft muito competente em trazer games AAA em um período curto de produção (média de 3 anos para cada jogo, mesmo que pareça menos por serem quase anuais).
A maioria dos AAA aclamados como TLOUS 2, RDR2 e outros, tem média de produção acima de 4 anos, e mesmo assim não garantem produtos polidos e sem problemas no lançamento. Mas cada caso é um caso e deve ser avaliados separadamente. É aquilo, comprou o jogo, viu a proposta, jogue o que comprou e não tente tornar aquilo o que queria que fosse. Comprar Valhalla e querer que ele seja um RDR2 é pedir para se frustrar.
É o mesmo que comprar Cyberpunk 2077 e querer um jogo sem bugs. HAHAH :sefu: :problemo:
Dentro de suas propostas, acho AC tão bom quanto RDR2.
Acho que a maior vantagem de demorar um bom tempo para lançar um game novo é que o mercado vai mudando bastante e as novidades se tornam mais relevantes.
A franquia AC teve uma ótima remodelagem desde o Origins. E apesar do Odyssey ter atingido o ápice de qualidade geral na franquia(minha opinião), já demonstra um cansaço com o Valhalla, justamente pelo tempo curto de lançamento, acaba saturando, não pq o jogo ficou ruim, mas pq é quase impossível inovar muito.

Acho que se realmente tivesse uma demora de 3/4 anos para lançar algo da franquia, seria mais adequado.
Não só nessa franquia, mas em qualquer jogo de qualquer empresa.

Mas realmente, a galera procura achar jogos dentro de outros jogos.
E o pior, todo jogo tentam comparar com GTA 5 e RDR2, não faz sentido, cada game tem sua proposta.
 

V_2.0

Hyper and Gamer since 1987
Banido
O maior problema do valhalla na minha opinião, é a história, digamos a falta dela. No Origins por exemplo você tem uma história clara de vingança, onde o Bayek vai atrás dos responsáveis. No Valhalla, o objetivo basicamente é conquistar as regiões, sem ter histórias que ligam as regiões por exemplo. Eu achei o jogo muito cansativo para conquistar tudo, mas me rendeu 60 horas de jogo e vontade 0 de voltar a jogar.
Confesso que isso para mim cansou um pouco tb, achei legal que cada região tem sua narrativa, mas que não adiciona muito a história principal, muitas sub tramas foram muito boas, como a dos filhos de Ragnar, achei excelente, o jogo até perdeu um pouco do brilho depois que terminei o arco.
Confesso que no quesito "diversão", AC Odyssey me divertiu mais que o VALHALLA. Espero que no próximo AC encontrem o equilíbrio dos 2 games.
--- Post duplo é unido automaticamente: ---

Acho que a maior vantagem de demorar um bom tempo para lançar um game novo é que o mercado vai mudando bastante e as novidades se tornam mais relevantes.
A franquia AC teve uma ótima remodelagem desde o Origins. E apesar do Odyssey ter atingido o ápice de qualidade geral na franquia(minha opinião), já demonstra um cansaço com o Valhalla, justamente pelo tempo curto de lançamento, acaba saturando, não pq o jogo ficou ruim, mas pq é quase impossível inovar muito.

Acho que se realmente tivesse uma demora de 3/4 anos para lançar algo da franquia, seria mais adequado.
Não só nessa franquia, mas em qualquer jogo de qualquer empresa.

Mas realmente, a galera procura achar jogos dentro de outros jogos.
E o pior, todo jogo tentam comparar com GTA 5 e RDR2, não faz sentido, cada game tem sua proposta.
Acho que 2 anos é um tempo bom, ainda mais quando vemos gerações cada vez mais curtas. Mas depende de cada caso, jogos de grande escopo como AC, é complicado ter em períodos tão curtos, mas acho que 2 anos até está bacana. Muita gente exagera no papo de jogo anual quando se trata de Ubisoft, a exemplo de Far Cry, o 5 saiu em 2018, teve a expansão stand alone em 2019 e agora o 6 sai em 2021. Do 5 para 6 se passaram 3 anos. A exemplo de Spiderman do PS4, saiu tb em 2018 e a continuação em 2020, tb 2 anos e não vejo reclamações, entre outros exemplos por ai. Olha GTA, são 8 anos sem jogo novo, uma geração inteira sem GTA novo, isso é inédito e triste, mostra certa preguiça e até ganancia de algumas produtoras. Eu não quero ficar anos sem jogar a série que eu curto. Tenho 39 anos, pretendo jogar GTA6 antes de morrer...HAHAHA
 
Última edição:

Mike J. Lewis

“O Universo está aí e isso é tudo.” [B. Russell]
Registrado
AC Valhalla precisava de mais uns meses, para darem o devido polimento. Eu sou do tipo de jogador que prefere esperar e que o jogo seja adiado (não importando com a quantidade de adiamentos), ao invés de lançarem um jogo mal acabado e cheio de bugs. Se AC Valhalla fosse lançado em março desse ano, provavelmente teríamos um jogo bem otimizado e (talvez) sem bugs (e nem teríamos tido problemas com saves). Mas os gestores da Ubisoft queriam acelerar o desenvolvimento (em razão de estarem sendo pressionados pelos acionistas - que queriam seus lucros o mais rápido possível e para sair junto com os novos consoles), decidiram lançar o jogo com problemas - que começaram a corrigir depois do lançamento... e deu no que deu. O mesmo ocorreu com vários jogos AAA, nos últimos anos. RDR2 também veio repleto de bugs e mal otimizado, levaram meses para deixá-lo polido e estável. No fim das contas, o importante é que lançaram para o PC (visto que até o momento, era uma franquia exclusiva de consoles). E a Ubisoft contemplou a maioria das plataformas, o que é bom para os jogadores (nem todos tem grana para comprar um PS5 ou XSX, ou tem condições de ter um PC topo de linha ou intermediário de alto desempenho).

O importante é que AC Valhalla está jogável e corrigiram muitos bugs (e o problema dos saves). Até o momento, foram 3 updates, e mês que vem, tem mais um update, juntamente com mais conteúdo de campanha gratuito - intitulado de “Ataques pelo rio”, um novo modo de jogo que vai apresentar 3 mapas rejogáveis com novos equipamentos, runas, livros de conhecimento e pratas, em que o jogador poderá construir um novo pavilhão Jomsviking no seu assentamento para aumentar a equipe de ataque. Tivemos o “Festival de Natal” e a missão bônus “Lenda de Beowulf”, e daqui uns meses, teremos as duas DLCs: “Ira dos Druidas” (primeira expansão) e “O Cerco de Paris” (segunda expansão).
 

V_2.0

Hyper and Gamer since 1987
Banido
AC Valhalla precisava de mais uns meses, para darem o devido polimento. Eu sou do tipo de jogador que prefere esperar e que o jogo seja adiado (não importando com a quantidade de adiamentos), ao invés de lançarem um jogo mal acabado e cheio de bugs. Se AC Valhalla fosse lançado em março desse ano, provavelmente teríamos um jogo bem otimizado e (talvez) sem bugs (e nem teríamos tido problemas com saves). Mas os gestores da Ubisoft queriam acelerar o desenvolvimento (em razão de estarem sendo pressionados pelos acionistas - que queriam seus lucros o mais rápido possível e para sair junto com os novos consoles), decidiram lançar o jogo com problemas - que começaram a corrigir depois do lançamento... e deu no que deu. O mesmo ocorreu com vários jogos AAA, nos últimos anos. RDR2 também veio repleto de bugs e mal otimizado, levaram meses para deixá-lo polido e estável. No fim das contas, o importante é que lançaram para o PC (visto que até o momento, era uma franquia exclusiva de consoles). E a Ubisoft contemplou a maioria das plataformas, o que é bom para os jogadores (nem todos tem grana para comprar um PS5 ou XSX, ou tem condições de ter um PC topo de linha ou intermediário de alto desempenho).

O importante é que AC Valhalla está jogável e corrigiram muitos bugs (e o problema dos saves). Até o momento, foram 3 updates, e mês que vem, tem mais um update, juntamente com mais conteúdo de campanha gratuito - intitulado de “Ataques pelo rio”, um novo modo de jogo que vai apresentar 3 mapas rejogáveis com novos equipamentos, runas, livros de conhecimento e pratas, em que o jogador poderá construir um novo pavilhão Jomsviking no seu assentamento para aumentar a equipe de ataque. Tivemos o “Festival de Natal” e a missão bônus “Lenda de Beowulf”, e daqui uns meses, teremos as duas DLCs: “Ira dos Druidas” (primeira expansão) e “O Cerco de Paris” (segunda expansão).
Sem dúvidas, se é para adiar e melhorar o jogo, tb não me importo. Mas nem isso hj é garantia de nada, tivemos tantos games que tiveram vários adiamentos e saíram com problemas. Nem isso passa confiança mais para mim.
 

Blackbird1337

Banido
Banido
esperar até novembro pra chegar na steam pra colocar as mãos nesse jogo e.e isso se vinher XD :feelbad:
 

_CP_

The Trooper
Registrado
AC Valhalla precisava de mais uns meses, para darem o devido polimento. Eu sou do tipo de jogador que prefere esperar e que o jogo seja adiado (não importando com a quantidade de adiamentos), ao invés de lançarem um jogo mal acabado e cheio de bugs. Se AC Valhalla fosse lançado em março desse ano, provavelmente teríamos um jogo bem otimizado e (talvez) sem bugs (e nem teríamos tido problemas com saves). Mas os gestores da Ubisoft queriam acelerar o desenvolvimento (em razão de estarem sendo pressionados pelos acionistas - que queriam seus lucros o mais rápido possível e para sair junto com os novos consoles), decidiram lançar o jogo com problemas - que começaram a corrigir depois do lançamento... e deu no que deu. O mesmo ocorreu com vários jogos AAA, nos últimos anos. RDR2 também veio repleto de bugs e mal otimizado, levaram meses para deixá-lo polido e estável. No fim das contas, o importante é que lançaram para o PC (visto que até o momento, era uma franquia exclusiva de consoles). E a Ubisoft contemplou a maioria das plataformas, o que é bom para os jogadores (nem todos tem grana para comprar um PS5 ou XSX, ou tem condições de ter um PC topo de linha ou intermediário de alto desempenho).

O importante é que AC Valhalla está jogável e corrigiram muitos bugs (e o problema dos saves). Até o momento, foram 3 updates, e mês que vem, tem mais um update, juntamente com mais conteúdo de campanha gratuito - intitulado de “Ataques pelo rio”, um novo modo de jogo que vai apresentar 3 mapas rejogáveis com novos equipamentos, runas, livros de conhecimento e pratas, em que o jogador poderá construir um novo pavilhão Jomsviking no seu assentamento para aumentar a equipe de ataque. Tivemos o “Festival de Natal” e a missão bônus “Lenda de Beowulf”, e daqui uns meses, teremos as duas DLCs: “Ira dos Druidas” (primeira expansão) e “O Cerco de Paris” (segunda expansão).
Concordo. O problema de 2020 foi a pandemia. Muitos jogos adiados ou cancelados. Então chegou nessa época tava todo mundo louco por um lançamento.

Aí os caras lançaram e pronto. Mas o certo mesmo é lançar o jogo com poucos bugs, já que acho impossível lançar sem nenhum tipo de bug.

Mas o Valhalla foi meio mal polido mesmo. Fazia tempo que eu não pegava um AC tão bugado. Origins e Odyssey tiveram bem menos problemas quanto a isso, pelo que me lembro.
--- Post duplo é unido automaticamente: ---

esperar até novembro pra chegar na steam pra colocar as mãos nesse jogo e.e isso se vinher XD :feelbad:
Respeito quem pensa assim, mas é uma coisa que não faço mais: só comprar jogo numa plataforma.

O jogo estando redondo e com preço aceitável, compro na Uplay, Epic ou onde for.

Além de não "endeusar" mais o Steam (já tive os meus perrengues com ele), uso um unificador (Playnite), e carrego os jogos por ele. Então pra mim não faz muita diferença de onde o jogo é lançado. :bat:
 

Blackbird1337

Banido
Banido
Concordo. O problema de 2020 foi a pandemia. Muitos jogos adiados ou cancelados. Então chegou nessa época tava todo mundo louco por um lançamento.

Aí os caras lançaram e pronto. Mas o certo mesmo é lançar o jogo com poucos bugs, já que acho impossível lançar sem nenhum tipo de bug.

Mas o Valhalla foi meio mal polido mesmo. Fazia tempo que eu não pegava um AC tão bugado. Origins e Odyssey tiveram bem menos problemas quanto a isso, pelo que me lembro.
--- Post duplo é unido automaticamente: ---


Respeito quem pensa assim, mas é uma coisa que não faço mais: só comprar jogo numa plataforma.

O jogo estando redondo e com preço aceitável, compro na Uplay, Epic ou onde for.

Além de não "endeusar" mais o Steam (já tive os meus perrengues com ele), uso um unificador (Playnite), e carrego os jogos por ele. Então pra mim não faz muita diferença de onde o jogo é lançado. :bat:
a questão mesmo é as conquistas e deixar o máximo possível em uma única conta já tenho conta na battlenet e na epic kk
 

V_2.0

Hyper and Gamer since 1987
Banido
a questão mesmo é as conquistas e deixar o máximo possível em uma única conta já tenho conta na battlenet e na epic kk
Não quero te desanimar mas já faz uns anos que a Ubisoft parou de lançar games na Steam, só Epic Store e Uplay, o que fez aumentar muito as vendas na Uplay para eles, acho que pode demorar para voltarem a lançar na Steam (isso se voltarem). No mais, mesmo na steam, vc teria que abrir Uplay para jogar, então eu até prefiro que seja só na Uplay mesmo.
 

NetWalker

PC Gamer
Registrado
Terminei, 160h de jogo no total, fiz tudo que tinha pra fazer no jogo em relação a historia, colecionáveis e armas secretas. Só fiquei com aquele bug onde o ultimo membro da ordem, o Pai, não foi identificado (apesar de saber já quem é), por que a missão final não ativou com o Hytham na casa comunitária (e com isso meu progresso no uplay so mostra 93%), mas que li está planejado pra ser corrigido no próximo update.

ac-valhalla-stats.png


Sobre o final e a história, gostei do que vi. Acho que o lore foi bem considerado dessa vez. O lance com o Isu esta tomando um caminho cada vez mais sombrio.


Basim é o Loki reencarnado que quer trazer a família de volta (reencarnação da Juno ?). NO caso pelo jeito o Isu serão os novos inimigos para os templários e assassinos combaterem no tempo presente. E aquele la com a Layla com certeza é o Desmond, que ficou preso, mas que ainda pode voltar em algum momento. Bem, foi isso que entendi. Quem quiser discutir, não esquece dos spoilers.


EDIT: Aproveitando, pra quem queria comprar, o jogo está em promoção novamente na loja da Ubisoft. Tem a trilogia (Origins, Odyssey e Valhalla) por 172,00 usando o cupom UBI20. Só o Valhalla fica por 132 com o mesmo cupom.
 
Última edição:

_CP_

The Trooper
Registrado
galera que esta tendo crash que nem eu, acabou sair um driver novo da nvidia que resolve esse bug

GeForce 461.40 WHQL driver download (guru3d.com)
Estou até com medo de atualizar. Ontem joguei com o driver de dezembro: deu crash. Atualizei pro 461.33 (aquele hotfix). Além de dar crash a tela ficou piscando (jogo em janela sem borda). Aí voltei pro driver de dezembro.

Vou esperar o pessoal testar e depois atualizo aqui.

Estou achando que foi a Ubi que fez lambança no último patch. Antes não dava esses crashes.
 

Usuários que está vendo este tópico

Topo